Ex-assessor do TJMG é preso por corrupção

Luiz Carlos Gonçalo Eloí é acusado de receber R$ 225 mil em suborno para dispensar licitações; comparsa Antônio Lúcio da Silva continua foragido; esquema durou por 11 anos; prisão foi pedida pelo Ministério Público de Minas Gerais

Ex-assessor do TJMG é preso por corrupção
Ex-assessor do TJMG é preso por corrupção (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – Na madrugada deste sábado 11 foi preso o ex-assessor do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJGM), Luiz Carlos Gonçalo Eloí, acusado de corrupção em licitação. Ele teria recebido R$ 225 mil em propina. A Justiça também procura Antônio Lúcio da Silva, que responde por estelionato e estaria envolvido no esquema.

Durante cerca de 11 anos, Eloí teria recebido dinheiro para fazer contratos de serviço e compras no TJMG sem licitação. No início do ano, ele foi afastado do cargo de assessor especial da presidência e uma sindicância foi aberta para apurar o caso.

No momento em que foi encontrado, o ex-assessor teria apresentado dificuldades para assinar o mandado de prisão. A suspeita é de que ele estivesse sob efeito de medicamento.

Elói foi encaminhado para o Centro de Remanejamento de Presos em São Cristóvão. A prisão foi pedida pelo Ministério Público de Minas Gerais.

Com informações do O Tempo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email