Ex-carlista, César mostra fidelidade a Dilma e ao PT

Ex-governador da Bahia pelo antigo PFL (hoje DEM) apadrinhado pelo falecido ACM, o ministro dos Transportes, César Borges, afirma que não existe a mínima possibilidade de seu atual partido, o PR, apoiar outro candidato à presidência da República senão a presidente Dilma Rousseff; posição do partido é igual na Bahia, cujo candidato petista para suceder Jaques Wagner é Rui Costa; César vê "absoluto favoritismo" de Dilma nas eleições deste ano

Brasília - DF, 03/04/2013. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do Ministro de Estado dos Transportes, César Borges. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.
Brasília - DF, 03/04/2013. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do Ministro de Estado dos Transportes, César Borges. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR. (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Ex-governador da Bahia pelo antigo PFL (hoje DEM) apadrinhado pelo falecido líder do carlismo, ACM, o ministro dos Transportes, César Borges, afirma que não existe a mínima possibilidade de seu atual partido, o PR, apoiar outro candidato à presidência da República senão a presidente Dilma Rousseff. Posição do partido é igual na Bahia, cujo candidato petista para suceder Jaques Wagner é Rui Costa.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, César Borges disse que vê "absoluto favoritismo" de Dilma nas eleições deste ano e conta com entusiasmo sua experiência de ser ministro da petista. "(Dilma) é uma gestora determinada e eu posso dar esse testemunho, pois a conheci de perto como gestora. Tinha notícia, mas não a conhecia".

César fala também da turbulenta aliança PT-PMDB e aposta que os peemedebistas marcharão com a presidente. Abaixo trechos e aqui a entrevista completa de César ao diário baiano.

E a eleição da presidente Dilma? Acredita que ela vai ter dificuldade em se reeleger, já que temos duas candidaturas fortes de oposição?

Eu sou totalmente otimista. Acho que a presidente Dilma está muito bem posicionada, até porque ela tem bons programas. É uma gestora determinada e eu posso dar esse testemunho, pois a conheci de perto como gestora. Tinha notícia, mas não a conhecia. Então nesse processo das concessões das rodoviárias foi fundamental a participação dela. Nós tivemos um insucesso no início, mas esse assunto começou a fluir todo pra ela e a gente começou a se reunir e todas as dicas que ela dava foram fundamentais para que chegássemos ao sucesso no final do ano passado de cerca de 4 mil quilômetros, cinco leilões feitos e duplicação de mais de 2.800 km de rodovia. Ela acompanha os processos, sempre ta atenta a todas as questões do ministério e eu tenho tido um melhor relacionamento com ela exatamente porque a gente tem o mesmo propósito, resolver as questões o mais rápido possível. Então eu acho que ela tem esse reconhecimento da população brasileira e ela vai para as eleições deste ano com absoluto favoritismo.

E a aliança com o PMDB está ameaçada?

Pelo que eu conheço, não. Pode ter dissidências do PMDB, sempre foi assim, mas tem lideranças do vice-presidente Michel Temer, ele merece o apoio e o apreço da presidente Dilma e do governo. Acho que ele saberá administrar essas questões e PMDB deverá marchar com a presidente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email