Ex-goleiro Bruno é transferido de presídio

O ex-goleiro Bruno Fernandes foi transferido de Francisco Sá, Norte de Minas, para o Presídio Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da Secretaria Estadual de Defesa Social; a pasta alegou que houve questões de segurança para a transferência de Bruno, preso em 2010 e condenado a 22 anos de detenção pela morte da sua ex-amante Eliza Samudio; a defesa não comentou sobre o motivo da mudança

O ex-goleiro Bruno Fernandes foi transferido de Francisco Sá, Norte de Minas, para o Presídio Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da Secretaria Estadual de Defesa Social; a pasta alegou que houve questões de segurança para a transferência de Bruno, preso em 2010 e condenado a 22 anos de detenção pela morte da sua ex-amante Eliza Samudio; a defesa não comentou sobre o motivo da mudança
O ex-goleiro Bruno Fernandes foi transferido de Francisco Sá, Norte de Minas, para o Presídio Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da Secretaria Estadual de Defesa Social; a pasta alegou que houve questões de segurança para a transferência de Bruno, preso em 2010 e condenado a 22 anos de detenção pela morte da sua ex-amante Eliza Samudio; a defesa não comentou sobre o motivo da mudança (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 – O ex-goleiro Bruno Fernandes foi transferido de Francisco Sá, Norte de Minas, para o Presídio Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da Secretaria Estadual de Defesa Social. A pasta alegou que houve questões de segurança para a transferência de Bruno, preso em 2010 e condenado a 22 anos de detenção pela morte da sua ex-amante Eliza Samudio.

A defesa não comentou sobre o motivo da mudança. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), a transferência não foi consequente de um pedido judicial.

A ida do ex-goleiro para a Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, a 55 quilômetros do município de Montes Claros, Norte mineiro, foi decorrente de uma solicitação da defesa durante a negociação de um contrato com o time Montes Claros.

Em fevereiro deste ano, o presidente do clube, Vile Mocellin, manifestou a sua felicidade com a possível volta de Bruno aos gramados. "Entendemos que qualquer pessoa pode errar e merece uma segunda chance na vida", afirmou.

Em novembro, o tribunal em Minas indeferiu a volta do ex-goleiro aos gramados. O juiz Famblo Santos Costa de Francisco Sá argumentou que para negar trabalho externo a Bruno, a profissioção de goleiro não é compatível com as possibilidades previstas na legislação para condenados em regime fechado.

"O atendimento da demanda apresentada, afetaria a segurança interna e externa desta Unidade Prisional, uma vez que seria necessário disponibilizarmos efetivo para cumprimento da escolta diariamente e, ainda, manutenção da guarda durante o decorrer do dia", diz um trecho da decisão.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247