Ex-governador de Alagoas é condenado à prisão

Ex-governador de Alagoas (1999-2006), Ronaldo Lessa foi condenado a 13 anos e quatro meses de prisão, junto com o empresário Zuleido Veras, da consultora Gautama, pelo desvio de mais de R$ 5 milhões em uma obra de drenagem de águas pluviais em Maceió; eles ainda podem recorrer da decisão

Ex-governador de Alagoas é condenado à prisão
Ex-governador de Alagoas é condenado à prisão

Alagoas247 - A Justiça Federal em Alagoas condenou o ex-governador do Estado Ronaldo Lessa (PDT) e o empresário Zuleido Veras, da consultora Gautama, pelo desvio de mais de R$ 5 milhões em uma obra de drenagem de águas pluviais em Maceió. Eles ainda podem recorrer da decisão.

Lessa foi condenado a 13 anos e quatro meses de prisão, enquanto Veras pegou oito anos de prisão, ambos pelo crime de peculato. Outros quatro funcionários do governo de Alagoas à época da gestão Lessa (1999-2006) também foram condenados. Todos foram absolvidos, contudo, das acusações de dispensa ilegal de licitação e de formação de quadrilha, segundo o Ministério Público Federal.

O processo é um desdobramento da operação Navalha, da Polícia Federal, que desmontou em 2007 um esquema de favorecimento ilegal da Gautama em licitações de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de programas federais. Segundo o Ministério Público Federal, houve desvio de verbas e má execução nas obras de macrodrenagem do bairro do Tabuleiro dos Martins, que era uma das principais obras públicas tocadas pela Gautama em Alagoas.

A Justiça avaliou que Lessa viabilizou a continuidade de uma obra inviável. A decisão usa o termo "trama criminosa" para descrever a conduta do ex-governador e de Veras. Para a Procuradoria, embora a obra tivesse como objetivo acabar com o problema de enchentes na parte baixa de Maceió, as intervenções acabaram agravando a situação, "causando diversos transtornos à população local",como perdas de propriedade e poluição ambiental.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247