Ex-ministro deverá receber coração artificial

O ex-ministro da Justiça e ex-deputado federal por Pernambuco, Fernando Lyra, deverá receber um coração artificial, em função de uma insuficiência cardíaca, de acordo com o seu irmão e vice-governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PDT); as informações dão conta de que o coração do paciente, que está hospitalizado desde o último dia 29 de dezembro, é o único órgão que não responde aos medicamentos ministrados

Ex-ministro deverá receber coração artificial
Ex-ministro deverá receber coração artificial
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – O ex-ministro da Justiça e ex-deputado federal por Pernambuco, Fernando Lyra, deverá receber um coração artificial, em função de uma insuficiência cardíaca, de acordo com o seu irmão e vice-governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PDT). As informações dão conta de que o coração do paciente, internado no Instituto do Coração, na cidade de São Paulo, é o único órgão que não responde aos medicamentos.

Lyra foi internado no dia 29 de dezembro em um hospital do Recife com insuficiência cardíaca e problemas renais. Com o agravamento do seu estado de saúde, ele foi transferido no dia 5 de janeiro para o Incor, em São Paulo.

Ex-deputado federal por seis vezes, Lyra foi um dos principais atuantes do movimento “Autênticos MDB” que lutava pelo fim da Ditadura Militar (1964-1985). Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Caruaru, no Agreste pernambucano, o ex-ministro (no Governo Sarney) fazia parte do MDB que, mais tarde, virou PMDB.

No começo dos anos 90, Lyra ingressou no PSB. Na mesma década, exerceu o seu último mandato de deputado federal, de 1994 a 1998. Em 2003, foi presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e participou ativamente das duas campanhas do atual governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), em 2006 e 2010.

O coração artificial é um aparelho que substitui os ventrículos direito e esquerdo do músculo cardíaco. Estas partes do coração têm como objetivo bombear o sangue para fora do órgão. O aparelho fica fora do organismo do paciente conectado com o coração original.  Estima-se que um coração artificial produzido no Brasil custe cerca de R$ 60 mil e, se for importado, R$ 500 mil.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247