Ex-secretários de ACM são cotados para cargo no MEC

Na volta da viagem que fez a Brasília na terça-feira (19), o prefeito ACM Neto trouxe na bagagem, além de expectativa de recursos para obras, especulações sobre a possibilidade de mais baianos ocuparem cargos no governo provisório do vice-presidente em exercício, Michel Temer; ACM teria negociado um cargo de diretoria no Ministério da Educação (MEC); os cotados para o suposto cargo seriam os ex-secretários municipais de Urbanismo, Silvio Pinheiro, e da Casa Civil, Luiz Carreira

Na volta da viagem que fez a Brasília na terça-feira (19), o prefeito ACM Neto trouxe na bagagem, além de expectativa de recursos para obras, especulações sobre a possibilidade de mais baianos ocuparem cargos no governo provisório do vice-presidente em exercício, Michel Temer; ACM teria negociado um cargo de diretoria no Ministério da Educação (MEC); os cotados para o suposto cargo seriam os ex-secretários municipais de Urbanismo, Silvio Pinheiro, e da Casa Civil, Luiz Carreira
Na volta da viagem que fez a Brasília na terça-feira (19), o prefeito ACM Neto trouxe na bagagem, além de expectativa de recursos para obras, especulações sobre a possibilidade de mais baianos ocuparem cargos no governo provisório do vice-presidente em exercício, Michel Temer; ACM teria negociado um cargo de diretoria no Ministério da Educação (MEC); os cotados para o suposto cargo seriam os ex-secretários municipais de Urbanismo, Silvio Pinheiro, e da Casa Civil, Luiz Carreira (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Na volta da viagem que fez a Brasília na terça-feira (19), o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), trouxe na bagagem, além de expectativa de recursos para obras, especulações sobre a possibilidade de mais baianos ocuparem cargos no governo provisório do vice-presidente da República em exercício, Michel Temer (PMDB).

O prefeito teria negociado na capital federal um cargo de diretoria no Ministério da Educação (MEC), que é comandado interinamente pelo deputado federal licenciado Mendonça Filho, do Democratas (DEM) de Pernambuco. Os cotados para o suposto cargo negociado por ACM Neto seriam os ex-secretários municipais da Casa Civil, Luiz Carreira (à esquerda), e de Urbanismo, Silvio Pinheiro (à direita).

O cargo no Ministério da Educação seria o da direção do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia que tem orçamento turbinado, de R$ 57 bilhões, valor que supera o orçamento total do governo do Estado da Bahia para este ano, que é estimado em R$ 40 bilhões.

Desde que deixou a Casa Civil de ACM Neto, Luiz Carrera continua sem cargo público. Ele chegou a ser cotado para a Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), mas articulação não prosperou. Nos bastidores, se diz que Carrera é 'mais forte' do que Silvio Pinheiro na possível escolha para o cargo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247