Exportações gaúchas registram queda de 8%

O Rio Grande do Sul atingiu US$ 3,2 bilhões em exportações no primeiro trimestre deste ano, uma queda de US$ 281,4 milhões, o que representa uma redução de 8% em relação ao mesmo período no ano anterior; o declínio é consequência, principalmente, da diminuição na exportação de trigo, que registrou redução de US$ 287,5 milhões; os dados foram divulgados, pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) 

O Rio Grande do Sul atingiu US$ 3,2 bilhões em exportações no primeiro trimestre deste ano, uma queda de US$ 281,4 milhões, o que representa uma redução de 8% em relação ao mesmo período no ano anterior; o declínio é consequência, principalmente, da diminuição na exportação de trigo, que registrou redução de US$ 287,5 milhões; os dados foram divulgados, pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) 
O Rio Grande do Sul atingiu US$ 3,2 bilhões em exportações no primeiro trimestre deste ano, uma queda de US$ 281,4 milhões, o que representa uma redução de 8% em relação ao mesmo período no ano anterior; o declínio é consequência, principalmente, da diminuição na exportação de trigo, que registrou redução de US$ 287,5 milhões; os dados foram divulgados, pela Fundação de Economia e Estatística (FEE)  (Foto: Leonardo Lucena)

Governo do Rio Grande do Sul - O Rio Grande do Sul atingiu US$ 3,2 bilhões em exportações no primeiro trimestre deste ano, sendo US$ 1,2 bilhão no mês de março. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (22), pela Fundação de Economia e Estatística (FEE).

No trimestre, as exportações gaúchas registraram uma queda de US$ 281,4 milhões, o que representa uma redução de 8% em relação ao mesmo período no ano anterior. Considerando o volume de exportação, a diminuição foi de 20,6%. Com os números, o RS ocupa a sexta posição entre os Estados exportadores, respondendo por 6,55% das exportações brasileiras. "Neste período do ano ainda não entraram os índices referentes à safra, então o Rio Grande costuma ocupar esta posição entre os Estados exportadores", explicou o economista da FEE Guilherme Risco.

Já a queda no comparativo com o mesmo período do ano anterior é explicada principalmente pela diminuição na exportação de trigo, que registrou uma redução de US$ 287,5 milhões, sendo que a queda nas exportações foi de US$ 231,4 milhões. Segundo os técnicos da FEE, o produto ocupou grande destaque nas exportações gaúchas entre 2011 e 2013 e deve perder a importância nos próximos anos, de acordo com projeção da entidade.

Na indústria de transformação, o fumo teve uma queda de 22,1%, os veículos automotores de 20,8%, enquanto o setor de derivados de petróleo aumentou em 18,3% e o setor de alimentos registrou um aumento de 3,2%, atingindo a marca de US$ 828 milhões. Entre os destinos exportadores, Argentina e Estados Unidos seguem na liderança das exportações gaúchas, respondendo por 9,61% e 8,43%, respectivamente, do total de exportação do RS. O volume de exportações para o país vizinho foi de US$ 312,1 milhões e de US$ 273,8 milhões para os Estados Unidos, que registraram uma queda de 19,5% em relação a 2013.

De acordo com técnicos da FEE, a queda nas exportações de fumo (cuja redução total no Estado foi de 22%) explica a redução de exportações para o país. Por outro lado, as exportações para o Paraguai (7,76% de participação) e para a China (6,18% de participação) registraram aumentos de 22,3% e 91,8%. O índice relativo a China, cuja exportação atingiu US$ 200 milhões, pode ser explicada pelo grande volume de soja que o país importa do Estado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247