Favorito para 2016, vereador sai algemado da Câmara em Camaçari

Preso em uma reunião na Câmara Municipal de Camaçari, o líder da oposição, vereador Antônio Elinaldo, do DEM, é acusado de fazer parte de uma quadrilha especializada em 'jogo do bicho'; ele foi detido por policiais civis pela Operação Caronte e, de acordo com as investigações, integrava o bando 'O Pinta', que atuava há 28 anos na Bahia; a esposa do vereador também foi presa; Elinaldo foi o vereador mais votado de Camaçari em 2012 e é o pré-candidato com maior intenção de voto para a prefeitura em 2016

Preso em uma reunião na Câmara Municipal de Camaçari, o líder da oposição, vereador Antônio Elinaldo, do DEM, é acusado de fazer parte de uma quadrilha especializada em 'jogo do bicho'; ele foi detido por policiais civis pela Operação Caronte e, de acordo com as investigações, integrava o bando 'O Pinta', que atuava há 28 anos na Bahia; a esposa do vereador também foi presa; Elinaldo foi o vereador mais votado de Camaçari em 2012 e é o pré-candidato com maior intenção de voto para a prefeitura em 2016
Preso em uma reunião na Câmara Municipal de Camaçari, o líder da oposição, vereador Antônio Elinaldo, do DEM, é acusado de fazer parte de uma quadrilha especializada em 'jogo do bicho'; ele foi detido por policiais civis pela Operação Caronte e, de acordo com as investigações, integrava o bando 'O Pinta', que atuava há 28 anos na Bahia; a esposa do vereador também foi presa; Elinaldo foi o vereador mais votado de Camaçari em 2012 e é o pré-candidato com maior intenção de voto para a prefeitura em 2016 (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Preso em uma reunião na Câmara Municipal de Camaçari, o líder da oposição, vereador Antônio Elinaldo, do DEM, é acusado de fazer parte de uma quadrilha especializada em 'jogo do bicho'. O democrata foi detido por policiais civis pela Operação Caronte, cujas investigações foram iniciadas em 2014.

O mandado de prisão foi expedido pelo Ministério Público do Estado da Bahia, a pedido do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil. Segundo as investigações, Elinaldo integrava o bando 'O Pinta', que atuava há 28 anos na Bahia.

A Justiça Criminal de Camaçari determinou a prisão preventiva de Elinaldo e mais quatro pessoas: de sua esposa, Ivana Paula Moreira de Souza da Silva; de Cristiano Araújo da Silva, de Ivan Pedro Moreira de Souza e de Pedro de Souza Filho.

Todos foram indiciados pelos crimes de jogos de azar, sonegação fiscal, organização criminosa e lavagem de dinheiro, e tiveram as contas correntes bloqueadas. Os pontos utilizados para as apostas, todos na Centro Comercial de Camaçari, foram fechados. A 'facção' é acusada de enriquecimento ilícito avaliado em R$ 5 milhões.

Elinaldo foi o vereador mais votado de Camaçari em 2012 e é o pré-candidato com maior intenção de voto para a prefeitura em 2016 até então.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email