FBC: Marina fará mais por Pernambuco do que Lula

A avaliação do candidato ao Senado pelo PSB-PE, Fernando Bezerra Coelho, talvez seja mais contundente de uma liderança em Pernambuco no sentido de manifestar apoio à presidenciável do seu partido, Marina Silva; para justificar a sua posição, o ex-ministro da Integração afirmou que o ex-presidente Lula (PT) "teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo"; "Mas ele tinha uma base política em São Paulo", disse 

A avaliação do candidato ao Senado pelo PSB-PE, Fernando Bezerra Coelho, talvez seja mais contundente de uma liderança em Pernambuco no sentido de manifestar apoio à presidenciável do seu partido, Marina Silva; para justificar a sua posição, o ex-ministro da Integração afirmou que o ex-presidente Lula (PT) "teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo"; "Mas ele tinha uma base política em São Paulo", disse 
A avaliação do candidato ao Senado pelo PSB-PE, Fernando Bezerra Coelho, talvez seja mais contundente de uma liderança em Pernambuco no sentido de manifestar apoio à presidenciável do seu partido, Marina Silva; para justificar a sua posição, o ex-ministro da Integração afirmou que o ex-presidente Lula (PT) "teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo"; "Mas ele tinha uma base política em São Paulo", disse  (Foto: Leonardo Lucena)

Pernambuco 247 – O candidato ao Senado pelo PSB-PE, Fernando Bezerra Coelho, fez uma avaliação que talvez seja mais contundente de uma liderança em Pernambuco no sentido de manifestar apoio à presidenciável do seu partido, Marina Silva. De acordo com o ex-ministro da Integração Nacional, a ex-senadora fará mais pelo estado do que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"Lula teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo. Mas ele tinha uma base política em São Paulo", argumento FBC. A presidenciável lidera as intenções de votos em Pernambuco, com 41% do eleitorado, conforme levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN). Na segunda posição está a presidente Dilma Rousseff (PT), com 35%, seguida pelo presidenciável Aécio Neves (PSDB), com 3%.

O ex-ministro não deixou de mencionar a influência do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), falecido após acidente de helicóptero em Santos (SP) para a campanha eleitoral de Marina. A ex-senadora já era mais conhecida do que o ex-presidenciável e mostrou a sua força na eleição de 2010, quando ficou na terceira posição com os inesperados quase 20 milhões de votos. No entanto, ao Blog do Jamildo, FBC afirmou que o seu correligionário foi fundamental para alavancar a campanha de Marina neste ano.

"Como Eduardo foi primordial para a campanha de Marina. Ela vai ser muito mais devedora ao estado de Pernambuco", acredita o candidato. "Essa relação com Pernambuco, já deu a ela uma base política no Nordeste", disse.

Assim como no estado, Marina lidera as intenções de votos em nível nacional junto com a presidente Dilma, conforme pesquisa Datafolha, divulgada na semana passada. Tanto a ex-senadora como a petista aparecem com 34% do eleitorado. Aécio Neves aparece com 15% dos votos. No segundo turno, Marina venceria Dilma por 50% a 40%;

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247