"Febre da Copa está começando a pegar", diz Valcke

Em nota divulgada no site da Fifa, secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, diz que "não resta dúvida de que a febre da Copa do Mundo está começando a pegar nos brasileiros e nos milhões de torcedores por todo o mundo", mas admite também que só ficará relaxado depois que os jogos inaugurais forem disputados em todas as 12 cidades-sede

Em nota divulgada no site da Fifa, secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, diz que "não resta dúvida de que a febre da Copa do Mundo está começando a pegar nos brasileiros e nos milhões de torcedores por todo o mundo", mas admite também que só ficará relaxado depois que os jogos inaugurais forem disputados em todas as 12 cidades-sede
Em nota divulgada no site da Fifa, secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, diz que "não resta dúvida de que a febre da Copa do Mundo está começando a pegar nos brasileiros e nos milhões de torcedores por todo o mundo", mas admite também que só ficará relaxado depois que os jogos inaugurais forem disputados em todas as 12 cidades-sede (Foto: Gisele Federicce)

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

O secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, divulgou hoje (30) uma nota, pelo site da Fifa, na qual diz que a "febre da Copa do Mundo está começando a pegar nos brasileiros". No comunicado, Valcke também destaca que só ficará relaxado depois que os jogos inaugurais forem disputados em todas as 12 cidades-sede.

"Não resta dúvida de que a febre da Copa do Mundo está começando a pegar nos brasileiros e nos milhões de torcedores por todo o mundo. Todos se preparam para as 64 partidas, seja para vê-las ao vivo em um dos estádios, em uma das Fifa Fan Fests, em casa ou em um dos muitos eventos de transmissão pública no Brasil ou em todo o mundo", diz a nota.

Segundo Valcke, o grande número de seleções de alto nível que participarão da Copa coloca "ainda mais pressão" sobre os organizadores do evento em cada sede. O secretário-geral encerra a nota com uma referência indireta aos protestos que vêm sendo realizados desde o ano passado em várias cidades do país e que têm como um dos slogans a frase "Não vai ter Copa".

"'Já tem Copa', como vocês diriam no Brasil. A Copa do Mundo está aqui. O mundo está pronto para viver o Brasil", encerra a nota de Valcke.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247