Feira da Reforma Agrária é transferida para ocupação na Praça da Justiça

A tradicional Feira da Reforma Agrária, realizada mensalmente em Fortaleza, para comercialização dos produtos dos assentamentos do Movimento os Trabalhadores Sem Terra (MST), será realizada, neste sábado (13), na Praça da Justiça, no acampamento "Lula Livre"

A tradicional Feira da Reforma Agrária, realizada mensalmente em Fortaleza, para comercialização dos produtos dos assentamentos do Movimento os Trabalhadores Sem Terra (MST), será realizada, neste sábado (13), na Praça da Justiça, no acampamento "Lula Livre"
A tradicional Feira da Reforma Agrária, realizada mensalmente em Fortaleza, para comercialização dos produtos dos assentamentos do Movimento os Trabalhadores Sem Terra (MST), será realizada, neste sábado (13), na Praça da Justiça, no acampamento "Lula Livre" (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - A tradicional Feira da Reforma Agrária, que já está na sua vigésima edição, realizada mensalmente em Fortaleza, para comercialização dos produtos dos assentamentos do Movimento os Trabalhadores Sem Terra (MST), será realizada, neste sábado (13), na Praça da Justiça, no acampamento montado em defesa do ex-presidente Lula.

A programação envolve debates, atividades culturais e almoço, além da comercialização dos produtos agrícolas.

A programação de debates também está sendo repensada para abordar os 30 dias da morte da vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro, sem que até agora, sejam concluídas as investigações e identificados os culpados.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247