Feira destaca potencial agrícola do Nordeste

A 21º edição da Agrinordeste, considerada a maior feira de agronegócios da Região Nordeste e que acontece no Recife, deverá movimentar cerca de R$ 1 milhão; um dos destaques do evento é o uso de tecnologias e o desenvolvimento de métodos eficazes de convivência com a seca; atualmente, o Nordeste enfrenta a pior estiagem dos últimos 50 anos

A 21º edição da Agrinordeste, considerada a maior feira de agronegócios da Região Nordeste e que acontece no Recife, deverá movimentar cerca de R$ 1 milhão; um dos destaques do evento é o uso de tecnologias e o desenvolvimento de métodos eficazes de convivência com a seca; atualmente, o Nordeste enfrenta a pior estiagem dos últimos 50 anos
A 21º edição da Agrinordeste, considerada a maior feira de agronegócios da Região Nordeste e que acontece no Recife, deverá movimentar cerca de R$ 1 milhão; um dos destaques do evento é o uso de tecnologias e o desenvolvimento de métodos eficazes de convivência com a seca; atualmente, o Nordeste enfrenta a pior estiagem dos últimos 50 anos (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Almeida (especial para o PE247) - Começou ontem (21), no Centro de Convenções do Recife, a 21º edição do Agrinordeste, a maior feira de agronegócio da Região Nordeste. O evento, que promete movimentar mais de R$ 1 milhão, acontece até esta sexta-feira (23). A expectativa é que mais de 4 mil pessoas passem pelos estandes instalados em uma área de 2,3 mil metros quadrados. Apesar da estiagem que afeta a Região, considerada a pior dos últimos 50 anos, ter reduzido o número de expositores, os organizadores acreditam que as inovações tecnológicas de convivência com a seca farão a diferença no resultado final do evento.

“O evento teve sempre a preocupação de trazer as inovações tecnológicas do setor para a população, para que com seca ou não, o produtor possa cultivar, possa planejar o seu empreendimento”, comentou o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (FAEPE), Pio Guerra.

O tema também será debatido em pelo menos oito palestras com nomes de peso nesta área, como Erivânia Camelo, gerente geral da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro). Geraldo Eugênio, do Instituto Tecnológico de Pernambuco (ITEP), e Ignacio Salcedo, da Universidade Federal de Pernambuco. As palestras também abordarão outros temas relacionados à agricultura como a apicultura, bovinocultura de leite, caprinovinocultura, fruticultura, turismo rural, meio ambiente e recursos hídricos.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email