Fesserto leva contraproposta ao governo do estado

A Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) protocolou e entregou ao governo estadual uma contraproposta para o pagamento da data­base 2016 e os retroativos de 2015 e 2016; a proposta requer o pagamento da data­base de 2016, a ser realizado ainda este ano, em três parcelas iguais nos meses de outubro, novembro e dezembro; ainda segundo a proposta, os retroativos de 2015 e 2016 devem ser pagos durante o exercício de 2017; o ofício foi entregue na Secretaria Geral de Governo

A Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) protocolou e entregou ao governo estadual uma contraproposta para o pagamento da data­base 2016 e os retroativos de 2015 e 2016; a proposta requer o pagamento da data­base de 2016, a ser realizado ainda este ano, em três parcelas iguais nos meses de outubro, novembro e dezembro; ainda segundo a proposta, os retroativos de 2015 e 2016 devem ser pagos durante o exercício de 2017; o ofício foi entregue na Secretaria Geral de Governo
A Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) protocolou e entregou ao governo estadual uma contraproposta para o pagamento da data­base 2016 e os retroativos de 2015 e 2016; a proposta requer o pagamento da data­base de 2016, a ser realizado ainda este ano, em três parcelas iguais nos meses de outubro, novembro e dezembro; ainda segundo a proposta, os retroativos de 2015 e 2016 devem ser pagos durante o exercício de 2017; o ofício foi entregue na Secretaria Geral de Governo (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - A Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) protocolou e entregou ao governo estadual, na tarde desta terça­-feira (13), uma contraproposta para o pagamento da data­base 2016 e os retroativos de 2015 e 2016. A proposta requer o pagamento da data­base de 2016, a ser realizado ainda este ano, em três parcelas iguais nos meses de outubro, novembro e dezembro. Ainda segundo a proposta, os retroativos de 2015 e 2016 devem ser pagos durante o exercício de 2017. O ofício foi entregue na Secretaria Geral de Governo. 

Sindicatos e associações se uniram na Federação para elaborar a proposta em reunião realizada nesta segunda-­feira (12), na sede do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadua (Sindifiscal). No encontro os representantes dos funcionários públicos discutiram a proposta oficial apresentada pelo governador Marcelo Miranda na tarde do dia 6 de setembro.

Participaram da reunião as seguintes entidades: Sindifiscal­ Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Tocantins; Sinfito­TO ­ Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Tocantins; Sindjor ­Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Tocantins; Sinpol­TO ­ Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins; Sindagro ­ Sindicato dos Profissionais de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins; AFA­TO ­ Associação dos Funcionários da Adapec; Asmir­TO ­ Associação dos Militares, Reformados, da Ativa e seus Pensionistas do Estado do Tocantins; Aometo ­ Associação dos Oficiais Militares do Estado do Tocantins; Sindater­ TO ­ Sindicato da Extensão Rural/Ruraltins; Associação dos Servidores do Naturatins; Sindifam ­ Sindicato dos Profissionais de Análise, Inspeção e Fiscalização Ambiental do Estado do Tocantins; ABM­TO ­ Associação de Bombeiros Militares do Estado do Tocantins; Sindepol­ Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado do Tocantins

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247