FHC cita Marconi entre os nomes do PSDB para 2018

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou na sexta-feira (25) que o governador Marconi Perillo está entre os nomes de seu partido para a Presidência da República; foi durante o encontro com o presidente Michel Temer, no Palácio da Alvorada; “Aqui está o futuro presidente do Brasil”, disse FHC, registrou o jornal O Estado de S.Paulo, durante reunião com a presença dele, Temer, Marconi, o ministro José Serra, o senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin

(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe o Ministro das Relações Exterios, José Serra, o Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, o Senador Aécio Neves e o Governador Marconi Perilo no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR
(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe o Ministro das Relações Exterios, José Serra, o Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, o Senador Aécio Neves e o Governador Marconi Perilo no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou na sexta-feira (25) que o governador Marconi Perillo está entre os nomes de seu partido para a Presidência da República. Foi durante o encontro com o presidente Michel Temer, no Palácio da Alvorada, para discutir a crise envolvendo os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Marcelo Calero.

“Aqui está o futuro presidente do Brasil”, disse FHC, registrou o jornal O Estado de S.Paulo, durante reunião com a presença dele, Temer, Marconi, o ministro José Serra (Relações Exteriores), o senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

A coluna Direto da Fonte, do Estadão, registrou a fala do ex-presidente. “FHC garantiu o bom-humor no almoço do PSDB com seus prefeitos, ontem em Brasília", afirmando que, "a certa altura de sua fala, com olhar maroto para a mesa, disse estar feliz porque ali estava sentado ‘o futuro presidente do Brasil’”, informou a coluna.

O governador Marconi Perillo foi um dos integrantes do seleto grupo de líderes nacionais com os quais o presidente Michel Temer se aconselhou na sexta-feira (25), dia em que a crise provocada pelo enfrentamento entre os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Marcelo Calero atingiu seu nível máximo. Marconi esteve com Temer após o encontro da cúpula do PSDB com prefeitos eleitos e reeleitos do partido, no Palácio da Alvorada, em Brasília.

Temer e Marconi conversaram a sós durante 15 minutos e em seguida receberam o governador Geraldo Alckmin (SP), o senador Aécio Neves (MG), o ministro José Serra (Relações Exteriores) e o ex-presidente Fernando Henrique. O presidente e os tucanos almoçaram no Alvorada e avaliaram os efeitos da crise envolvendo Calero e Geddel. A imprensa nacional registrou o encontro, noticiado em primeira mão pelo jornal O Globo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247