Fieto agradece deputados que votaram para salvar Temer

A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), presidida por Roberto Pires, saiu em defesa dos seis deputados federais que votaram a favor da rejeição da denúncia de organização criminosa e obstrução de Justiça contra Michel Temer na Câmara; "Votaram a favor da retomada da confiança no País", disse a entidade; o resultado que salvou Temer contou com a ajuda dos tocantinenses Carlos Gaguim (Podemos), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP), Dorinha Seabra (DEM) e Vicentinho Júnior (PR)

A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), presidida por Roberto Pires, saiu em defesa dos seis deputados federais que votaram a favor da rejeição da denúncia de organização criminosa e obstrução de Justiça contra Michel Temer na Câmara; "Votaram a favor da retomada da confiança no País", disse a entidade; o resultado que salvou Temer contou com a ajuda dos tocantinenses Carlos Gaguim (Podemos), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP), Dorinha Seabra (DEM) e Vicentinho Júnior (PR)
A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), presidida por Roberto Pires, saiu em defesa dos seis deputados federais que votaram a favor da rejeição da denúncia de organização criminosa e obstrução de Justiça contra Michel Temer na Câmara; "Votaram a favor da retomada da confiança no País", disse a entidade; o resultado que salvou Temer contou com a ajuda dos tocantinenses Carlos Gaguim (Podemos), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP), Dorinha Seabra (DEM) e Vicentinho Júnior (PR) (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) saiu em defesa dos seis deputados federais que votaram a favor da rejeição da denúncia de organização criminosa e obstrução de Justiça contra Michel Temer na Câmara. 

O resultado contou com a ajuda dos tocantinenses Carlos Gaguim (Podemos), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP), Dorinha Seabra (DEM) e Vicentinho Júnior (PR). Pelo voto, todos receberam o agradecimento da Federação das Indústrias do Tocantins (Fieto). 

Em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, 26, a Fieto argumenta que o afastamento de Temer resultaria no agravamento da crise econômica.

"O segmento industrial entende ser de extrema importância a apuração de responsabilidades e o prosseguimento de investigações para esclarecimentos dos fatos levantados na denúncia. No entanto, compreende que o afastamento do presidente Michel Temer neste momento seria inviável à retomada do crescimento e geraria irreparável instabilidade na economia, tão duramente desacreditada em virtude de sucessivas crises", diz a entidade.

Leia a íntegra da nota da Fieto:

"A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) parabeniza e agradece a atitude sensata e oportuna dos deputados federais tocantinenses Carlos Gaguim (Podemos), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP), Professora Dorinha (DEM) e Vicentinho Júnior (PR) que votaram nesta quarta-feira, 26/10, a favor da retomada da confiança no País evitando um novo afastamento na presidência da República e o agravamento da crise econômica a qual desejamos superar.

O segmento industrial entende ser de extrema importância a apuração de responsabilidades e o prosseguimento de investigações para esclarecimentos dos fatos levantados na denúncia. No entanto, compreende que o afastamento do presidente Michel Temer (PMDB) neste momento seria inviável à retomada do crescimento e geraria irreparável instabilidade na economia, tão duramente desacreditada em virtude de sucessivas crises.

A FIETO acredita que o momento para mudança será a eleição de 2018, instrumento democrático para que prevaleça a vontade da população."

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247