Fifa recebe queixa por transferência de adolescente para o Manchester City

O time argentino Vélez Sarsfield fez uma queixa formal à Fifa por causa da contratação do adolescente Benjamin Garré feita pelo Manchester City; o Vélez diz que o City tentou comprar Garré do clube quando ele ainda tinha 15 anos de idade, o que seria uma violação às regras da Fifa para a transferência de menores de idade; a Fifa proibiu este tipo de negociação nas últimas temporadas, e os clubes espanhóis Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madri receberam longas punições por violarem o regulamento

O time argentino Vélez Sarsfield fez uma queixa formal à Fifa por causa da contratação do adolescente Benjamin Garré feita pelo Manchester City; o Vélez diz que o City tentou comprar Garré do clube quando ele ainda tinha 15 anos de idade, o que seria uma violação às regras da Fifa para a transferência de menores de idade; a Fifa proibiu este tipo de negociação nas últimas temporadas, e os clubes espanhóis Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madri receberam longas punições por violarem o regulamento
O time argentino Vélez Sarsfield fez uma queixa formal à Fifa por causa da contratação do adolescente Benjamin Garré feita pelo Manchester City; o Vélez diz que o City tentou comprar Garré do clube quando ele ainda tinha 15 anos de idade, o que seria uma violação às regras da Fifa para a transferência de menores de idade; a Fifa proibiu este tipo de negociação nas últimas temporadas, e os clubes espanhóis Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madri receberam longas punições por violarem o regulamento (Foto: Leonardo Lucena)

(Reuters) - O time argentino Vélez Sarsfield fez uma queixa formal à Fifa por causa da contratação do adolescente Benjamin Garré feita pelo Manchester City.

O Vélez diz que o City tentou comprar Garré do clube quando ele ainda tinha 15 anos de idade, o que seria uma violação às regras da Fifa para a transferência de menores de idade.

A Fifa proibiu este tipo de negociação nas últimas temporadas, e os clubes espanhóis Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madri receberam longas punições por violarem o regulamento.

"Jamais testemunhei um ato tão imoral... não sabemos o que eles ofereceram ao pai e à criança para convencê-los", disse o presidente do Vélez, Raúl Gámez, segundo o jornal Daily Telegraph.

"No Vélez, defendemos nossos valores e agimos de boa fé. Não estamos interessados em receber 50 mil euros ou um milhão de euros se a dita ação é proibida e pode afetar o jogador".

O City negou qualquer irregularidade na contratação do argentino, que o time do Campeonato Inglês diz ter passaporte italiano, o que lhe permite se unir à equipe do técnico Pep Guardiola quando fizer 16 anos, acrescentou a reportagem.

(Por Shravanth Vijayakumar)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247