Filha de Serra recebeu 400 mil euros de lobista da Alstom na Suíça

Veronica Allende Serra, filha do senador José Serra (PSDB-SP), um dos principais articuladores do golpe de 2016 e autor do projeto de entrega do pré-sal, é uma das administradoras de uma conta na Suíça, que recebeu 400 mil euros, o equivalente hoje a R$ 1,78 milhão; o dinheiro foi depositado por uma empresa offshore que tem entre seus procuradores José Amaro Pinto Ramos, um lobista da Alstom, envolvida em escândalos ligados ao metrô de São Paulo

Filha de Serra recebeu 400 mil euros de lobista da Alstom na Suíça
Filha de Serra recebeu 400 mil euros de lobista da Alstom na Suíça

247 – Veronica Allende Serra, filha do senador José Serra (PSDB-SP), um dos principais articuladores do golpe de 2016 e autor do projeto de entrega do pré-sal às grandes petroleiras internacionais, é uma das administradoras de uma conta na Suíça, que recebeu 400 mil euros, o equivalente hoje a R$ 1,78 milhão. A revelação foi feita em reportagem de Daniel Carvalho e Mario Cesar Carvalho, publicada na Folha de S. Paulo.

O dinheiro foi depositado por uma empresa offshore que tem entre seus procuradores um lobista da Alstom, José Amaro Pinto Ramos. A multinacional francesa está envolvida em uma série de processos relacionados ao Metrô de São Paulo. "O primeiro depósito na conta, segundo a documentação, ocorreu em dezembro de 2006, logo depois de Serra ter vencido as eleições para o governo de São Paulo. Uma conta aberta no Arner Bank, em Lugano, recebeu 250 mil euros. Em fevereiro, mais 150 mil foram depositados nesta mesma conta. A conta administrada pela filha de Serra foi aberta em nome de uma empresa no Panamá, a Dormunt International Inc. Suíça e Panamá são usados para esconder recursos ilícitos porque tinham, à época, uma legislação que dificultava saber quem são os verdadeiros donos do dinheiro", informam os jornalistas.

Verônica Serra e o lobista da Alstom decidiram não comentar o caso.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247