Fim da união: PMDB e PT se distanciam em Goiás

Nas eleições deste ano em Goiás, PT e PMDB se uniram em cidades importantes, como Aparecida de Goiânia e Anápolis; no entanto, a aliança entre os partidos está praticamente acabada e dificilmente será retomada; "A realidade política em Goiânia e a questão nacional dificultam a reaproximação para as próximas eleições no Estado. Além da aliança de Iris Rezende com o senador Ronaldo Caiado (DEM)", disse a petista 

adriana accorsi
adriana accorsi (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Nas eleições deste ano em Goiás, PT e PMDB se uniram em cidades importantes, como Aparecida de Goiânia e Anápolis. No entanto, a aliança entre os partidos está praticamente acabada e dificilmente será retomada. Na coluna Giro, de O Popular, a deputada estadual Adriana Accorsi, líder do PT na Assembleia, disse ser difícil uma reconciliação.

"A realidade política em Goiânia e a questão nacional dificultam a reaproximação para as próximas eleições no Estado. Além da aliança de Iris Rezende com o senador Ronaldo Caiado (DEM)", disse a petista. A eleição na Capital teve marca o confronto entre o atual prefeito Paulo Garcia (PT) e Iris Rezende, que venceu a prefeitura. Os dois eram aliados e Paulo herdou o cargo de Iris em 2010, mas a relação degringolou e amizade virou guerra pessoal.

Adriana afirma que é difícil uma aproximação do PT com o governador Marconi Perillo. Diz que tem respeito pelo tucano, porém o PT deve continuar na oposição de forma "responsável e propositiva".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247