Florence: “PT coloca metrô nos trilhos e agora oposição quer pongar”

Ex- líder do PT e atual vice-líder da Oposição no Congresso, o deputado federal baiano Afonso Florence (PT) criticou a atitude do ministro da secretaria de Governo de Michel Temer, Antonio Imbassahy (PSDB), ter agendando visita às obras do metrô de Salvador sem convidar o governador Rui Costa (PT); "Imbassahy visita metrô sem Rui. Certeza que vergonha de ter paralisado a obra e engavetado a investigação de desvio", disparou; o parlamentar ainda lembrou que as obras ficaram travadas por 13 anos e com várias denúncias de desvio de verba

Ex- líder do PT e atual vice-líder da Oposição no Congresso, o deputado federal baiano Afonso Florence (PT) criticou a atitude do ministro da secretaria de Governo de Michel Temer, Antonio Imbassahy (PSDB), ter agendando visita às obras do metrô de Salvador sem convidar o governador Rui Costa (PT); "Imbassahy visita metrô sem Rui. Certeza que vergonha de ter paralisado a obra e engavetado a investigação de desvio", disparou; o parlamentar ainda lembrou que as obras ficaram travadas por 13 anos e com várias denúncias de desvio de verba
Ex- líder do PT e atual vice-líder da Oposição no Congresso, o deputado federal baiano Afonso Florence (PT) criticou a atitude do ministro da secretaria de Governo de Michel Temer, Antonio Imbassahy (PSDB), ter agendando visita às obras do metrô de Salvador sem convidar o governador Rui Costa (PT); "Imbassahy visita metrô sem Rui. Certeza que vergonha de ter paralisado a obra e engavetado a investigação de desvio", disparou; o parlamentar ainda lembrou que as obras ficaram travadas por 13 anos e com várias denúncias de desvio de verba (Foto: José Barbacena)

Bahia 247 - O ex- líder do PT e atual vice-líder da Oposição no Congresso, o deputado federal Afonso Florence (PT/BA) criticou a atitude do ministro da secretaria de Governo de Michel Temer (PMDB), Antonio Imbassahy (PSDB), ter agendando visita às obras do metrô de Salvador sem convidar o governador Rui Costa (PT). "Imbassahy visita metrô sem Rui. Certeza que vergonha de ter paralisado obra e engavetado investigação desvio", disparou.

O parlamentar lembra que as obras ficaram travadas por 13 anos e com várias denúncias de desvio de verba. “O Gorverno da Bahia assumiu o equipamento na gestão de Wagner, e Rui está dando continuidade a todo vapor. O metrô deu tão certo que até o prefeito de Salvador, ACM Neto usou na sua campanha”, pontua.

Recursos: O metrô tem um custo estimado de R$ 7,5 bi, dos quais o governo federal participa com R$ 2,5 bi, já incluso o R$ 1 bi que foram gastos na gestão do ex-prefeito Antonio Imbassahy, na qual a obra foi iniciada, e o governo do Estado da Bahia entra com R$ 5 bi em recursos próprios. Em oito ano de gestão do então prefeito Imbassay, apenas 6km.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247