Fogo volta a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça

O Corpo de Bombeiros informou que o fogo voltou a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, no bairro Pongelupe, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte; segundo a corporação, o incêndio destrói uma mata da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que, recentemente, foi integrada ao parque; os bombeiros veem o incêndio como algo intencional

O Corpo de Bombeiros informou que o fogo voltou a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, no bairro Pongelupe, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte; segundo a corporação, o incêndio destrói uma mata da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que, recentemente, foi integrada ao parque; os bombeiros veem o incêndio como algo intencional
O Corpo de Bombeiros informou que o fogo voltou a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, no bairro Pongelupe, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte; segundo a corporação, o incêndio destrói uma mata da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que, recentemente, foi integrada ao parque; os bombeiros veem o incêndio como algo intencional (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O Corpo de Bombeiros informou que o fogo voltou a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, na noite desta quinta-feira (14), no bairro Pongelupe, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Segundo a corporação, o incêndio destrói uma mata da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que, recentemente, foi integrada ao parque. Os bombeiros veem o incêndio como algo intencional porque, segundo eles, há focos em lugares diferentes. 

O fogo começou em uma área perto das torres de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Os bombeiros informaram que os acessos ao parque estavam sendo monitorados, após um incêndio consumir uma grande área da unidade de conservação.

Um helicóptero dará apoio ao combate ao fogo no parque. Há muito vento no local. 

 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247