Fontana: Em que melhorou o país com o impeachment fraudulento?

Em vídeo, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) afirma que só se encontram "pioras" um ano depois do impeachment fraudulento que tirou Dilma Rousseff da presidência; "A corrupção aparece com cada vez mais força, a economia brasileira desce, desce e desce. O país não encontra caminhos, tem um governo ilegítimo que além de tudo propõe reformas que eu prefiro chamar de anti-reformas"; assista

Em vídeo, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) afirma que só se encontram "pioras" um ano depois do impeachment fraudulento que tirou Dilma Rousseff da presidência; "A corrupção aparece com cada vez mais força, a economia brasileira desce, desce e desce. O país não encontra caminhos, tem um governo ilegítimo que além de tudo propõe reformas que eu prefiro chamar de anti-reformas"; assista
Em vídeo, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) afirma que só se encontram "pioras" um ano depois do impeachment fraudulento que tirou Dilma Rousseff da presidência; "A corrupção aparece com cada vez mais força, a economia brasileira desce, desce e desce. O país não encontra caminhos, tem um governo ilegítimo que além de tudo propõe reformas que eu prefiro chamar de anti-reformas"; assista (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) afirma que, um ano depois do "impeachment fraudulento" que tirou Dilma Rousseff da presidência da República, só se encontram "pioras".

"A corrupção aparece com cada vez mais força, a economia brasileira desce, desce e desce. O país não encontra caminhos, tem um governo ilegítimo que além de tudo propõe reformas que eu prefiro chamar de anti-reformas", descreve o parlamentar.

Assista ao vídeo acima.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email