Fórum Empresarial quer maior interação com novos investidores

“Esta será uma pauta constante do Fórum. Vamos fazer este cross e ser um disseminador destas oportunidades. Nossa meta é inserir os associados nesta interação com os novos investidores que chegam a Sergipe. Não será necessário importar produtos ou serviços de outros Estados. Queremos o aproveitamento das empresas locais”, informa o coordenador do Fórum; “se novos empreendimentos chegam e demandam produtos e serviços, além de mão de obra, localmente nós temos como atender a essas demandas", diz Saumíneo Nascimento

Fórum Empresarial quer maior interação com novos investidores
Fórum Empresarial quer maior interação com novos investidores
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - "Oportunidades de Negócios para o Empresário Sergipano". Este foi o tema apresentado no Fórum Empresarial de Sergipe, durante a reunião almoço desta terça-feira (2). A convite do coordenador da entidade, Roger Barros, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Saumíneo Nascimento, trouxe algumas demandas dos novos empreendimentos que estão chegando ao Estado de Sergipe.

A articulação, que foi construída pelos associados do Fórum, visa gerar oportunidades de negócios ao empresariado, inserindo assim os fornecedores locais neste processo. “Esta será uma pauta constante do Fórum. Vamos fazer este cross e ser um disseminador destas oportunidades. Nossa meta é inserir os associados nesta interação com os novos investidores que chegam a Sergipe”, informa o coordenador do Fórum. Do encontro, uma certeza: as empresas sergipanas não ficarão em segundo plano, sendo mais prestigiadas neste processo. “Não será necessário importar produtos ou serviços de outros Estados. Queremos o aproveitamento das empresas locais”, garantiu Roger.

De acordo com Saumíneo Nascimento, esta articulação construída pelo Fórum Empresarial de Sergipe é de suma importância. “Se novos empreendimentos chegam e demandam produtos e serviços, além de mão de obra, localmente nós temos como atender a essas demandas, facilitando e barateando inclusive o acesso aos empresários. Esta foi a tônica da discussão muito participativa do Fórum e é uma ação de Estado que visa desenvolver ainda mais a economia local”, revelou Saumíneo Nascimento, destacando ainda a participação de representantes do Instituto Max Weber no evento. “A convite da Codise, eles estiveram tratando de alguns investimentos e aproveitaram para conhecer o Fórum. Vieram tratar de novas perspectivas de empreendimentos no Estado”, disse.

Diversos representantes de entidades locais, como Lauro Vasconcelos, diretor-superintendente do Sebrae Sergipe, saíram satisfeitos do encontro. Acho importante o Sebrae está aqui presente hoje, ouvindo as demandas do Fórum e participando das discussões. Esta ação contribui diretamente com o nosso trabalho no Sebrae em benefício das empresas”, destacou o diretor-superintendente. Na oportunidade, Vasconcelos falou de um investimento de R$ 8 milhões por parte do Sebrae Nacional, no qual Sergipe será o segundo Estado a ser beneficiado. O diretor-superintendente cobrou uma política de governo que possa interagir melhor com os órgãos na implantação de novos sistemas e a criação de fato de uma cadeia de negócios.

Ainda durante o encontro foi divulgada a realização de um Seminário com as empresas que estão chegando ao Estado de Sergipe. Durante este evento os novos empreendedores irão apresentar suas demandas ao Fórum Empresarial de Sergipe, como uma oportunidade de divulgação ao empresariado e de formação desta cadeia de negócios.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email