Foto da Primavera Árabe é a melhor de 2011

Imagem de uma mulher segurando um parente ferido aps uma manifestao no Imen, capturada pelo fotgrafo espanhol Samuel Aranda, foi escolhida como a vencedora do World Press Photo deste ano, maior concurso de fotografia do mundo

Foto da Primavera Árabe é a melhor de 2011
Foto da Primavera Árabe é a melhor de 2011 (Foto: Samuel Aranda/REUTERS)

O fotógrafo espanhol Samuel Aranda recebeu o prêmio de foto do ano de 2011 do World Press Photo, por uma imagem de uma mulher com um véu segurando um parente ferido em seus braços, após uma manifestação no Iêmen.

O júri disse que a foto de Aranda, tomada para o jornal The New York Times, resumia muitas das facetas da série de protestos da Primavera Árabe, no Oriente Médio, um dos principais temas noticiosos do ano. A imagem foi registrada em 15 de outubro em uma mesquita de Sanaa, no Iêmen, usada como hospital improvisado após manifestações contra o governo do presidente Ali Abdullah Saleh, que resultaram em confrontos com as forças de segurança.

"A foto vencedora mostra um momento tocante, de compaixão, a consequência humana de um enorme evento, um evento que ainda está em andamento", afirmou o chairman do concurso, Aidan Sullivan. "Pode ser que nunca saibamos quem é essa mulher, embalando um parente ferido, mas juntos eles se tornaram a imagem viva da coragem do povo comum que ajudou a criar um importante capítulo na história do Oriente Médio."

A mulher está praticamente toda coberta com suas vestes negras, e usa luvas de borracha enquanto conforta o parente, um homem magro sem camisa e com o rosto apoiado no pescoço dela.

"Ela vale para o Iêmen, Egito, Tunísia, Líbia, Síria, por tudo o que aconteceu na Primavera Árabe", afirmou o jurado Koyo Kouoh. "Mas mostra um lado privado, íntimo do que aconteceu, e mostra o papel que as mulheres tiveram, não apenas de cuidar, mas como pessoas ativas no movimento."

O tsunami no Japão foi outro tema importante na competição. O fotógrafo japonês Yasuyoshi Chiba levou o primeiro prêmio na categoria "People in the News Stories", por uma foto de 3 de abril de uma mulher identificada como Chieko Matsukawa, sozinha segurando o diploma de sua filha, após encontrar o documento entre os escombros de Higashimatsushima.

No total, 57 fotógrafos de 24 nacionalidades foram contemplados. Mais de 5 mil fotógrafos enviaram mais de 100 mil trabalhos.

O júri também selecionou uma foto de um amador não identificado para uma menção especial. Trata-se de uma imagem congelada de um vídeo em que um combatente do Conselho de Transição Nacional da Líbia coloca o ex-líder Muamar Kadafi em um veículo militar em Sirta. "A foto captura um momento histórico, uma imagem de um ditador e seu fim que de outra maneira não seria vista, caso não tivesse sido fotografada por um membro do público", disse Sullivan.

A foto de Aranda recebeu o primeiro prêmio na categoria "People in the News Singles". O fotógrafo receberá um prêmio em dinheiro de 10 mil euros (US$ 13 mil). As informações são da Associated Press.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247