França: investidores ainda acreditam no potencial do país

Vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Márcio França, comemora o aumento no número de projetos de grandes empresas implementados no Estado em 2015; os investimentos previstos somam R$ 9,8 bilhões, contra os R$ 3,5 bilhões do ano anterior; "O Brasil está barato. Além disso, investidores de longo prazo seguem acreditando no potencial do país", diz; "O Estado de São Paulo está organizado, estável, o que também dá segurança aos empresários", afirma o vice

Vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Márcio França, comemora o aumento no número de projetos de grandes empresas implementados no Estado em 2015; os investimentos previstos somam R$ 9,8 bilhões, contra os R$ 3,5 bilhões do ano anterior; "O Brasil está barato. Além disso, investidores de longo prazo seguem acreditando no potencial do país", diz; "O Estado de São Paulo está organizado, estável, o que também dá segurança aos empresários", afirma o vice
Vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Márcio França, comemora o aumento no número de projetos de grandes empresas implementados no Estado em 2015; os investimentos previstos somam R$ 9,8 bilhões, contra os R$ 3,5 bilhões do ano anterior; "O Brasil está barato. Além disso, investidores de longo prazo seguem acreditando no potencial do país", diz; "O Estado de São Paulo está organizado, estável, o que também dá segurança aos empresários", afirma o vice (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O número de projetos de grandes empresas implementados em São Paulo em 2015 foi maior do que no ano anterior, apesar da retração da economia brasileira. Foram 36 no ano passado, contra 29 de 2014, segundo a colunista Mônica Bergamo.

O número de empregos diretos gerados chegou a 9.138, contra 4.007 em 2014, segundo o vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico, Márcio França. Os investimentos previstos somam R$ 9,8 bilhões. No ano anterior eles foram de R$ 3,5 bilhões. As empresas, na maioria estrangeiras, se instalaram no interior.

"O Brasil está barato. Além disso, investidores de longo prazo seguem acreditando no potencial do país", diz Márcio França. "O Estado de São Paulo está organizado, estável, o que também dá segurança aos empresários", afirma o vice.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247