Funcionária da Dersa recebeu ordens para “triturar documentos”

"Ao pedir que o ex-secretário de Logística e Transportes Laurence Casagrande Lourenço fique preso por tempo indeterminado força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo apontou riscos de coação de testemunhas", informa Luiz Vassalo, no Estadão. "Os procuradores citaram depoimento de funcionária da Dersa que diz ter recebido ordens dele para 'triturar documentos'

Funcionária da Dersa recebeu ordens para “triturar documentos”
Funcionária da Dersa recebeu ordens para “triturar documentos” (Foto: Governo do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

São Paulo 247 - "Ao pedir que o ex-secretário de Logística e Transportes Laurence Casagrande Lourenço fique preso por tempo indeterminado força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo apontou riscos de coação de testemunhas", informa Luiz Vassalo, no Estadão. "Os procuradores citaram depoimento de funcionária da Dersa que diz ter recebido ordens dele para 'triturar documentos'. O ex-chefe da pasta, que chegou a presidir a Dersa, é alvo da Operação Pedra no Caminho, investigação sobre desvios de R$ 600 milhões do Rodoanel Norte. No sábado, 30, a juíza da 5ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Maria Izabel do Prado, decretou as prisões preventivas de Laurence e do ex-diretor da Dersa Pedro da Silva".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247