Ganso faz golaço e garante empate para o Santos

Equipe conquistou o 1 a 1 com o Atltico-GO aos 50 minutos do segundo tempo, no ltimo lance da partida

Ganso faz golaço e garante empate para o Santos
Ganso faz golaço e garante empate para o Santos (Foto: MARIO ¬NGELO/Agência Estado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O Santos empatou nesta quinta-feira à noite com o Atlético-GO, por 1 a 1, no Pacaembu. Mais importante do que o resultado ruim pela 35.ª rodada do Brasileirão, o jogo marcou o reencontro de Paulo Henrique Ganso com o gol. E que gol! Aos 50 minutos do segundo tempo, no último lance da partida, o meia dominou uma bola na entrada da área, cortou a marcação, bateu de esquerda, no ângulo, e fez um golaço para marcar o seu reencontro com o bom futebol. Esta foi apenas a sua segunda partida dele depois de mais uma lesão.

Pelo planejamento do Santos, esta foi a penúltima partida dos titulares antes do Mundial. Na próxima rodada, domingo, os reservas pegam o Coritiba, no Couto Pereira. Depois, a equipe principal se despede da torcida, contra o Bahia, na Vila Belmiro. Na última rodada, contra o São Paulo, a ideia é que os titulares sejam novamente poupados. Até aqui, o time está em nono no Brasileirão, com 52 pontos.

O gol levado no fim frustra a equipe goiana, que perdeu a chance de escapar do rebaixamento com três rodadas de antecedência. Com 43 pontos, em 12.º, ainda corre risco de cair. Na próxima rodada a equipe recebe o Flamengo, domingo, no Serra Dourada. Até o fim da competição, os goianos ainda jogam contra Grêmio (fora) e América-MG (em casa).

O JOGO - Do time que deve ser titular no Japão, apenas Elano e Léo não começaram jogando no Pacaembu. O lateral, porém, recuperado de lesão, entrou no lugar de Bruno Rodrigo no segundo tempo. Substituto de Elano, Adriano e Arouca deixaram o jogo mais cedo, machucados, e podem ser tornar problema para Muricy.

Durante a maior parte do tempo, desde o começo do jogo, o Santos fez valer a sua condição de campeão sul-americano e dono da casa. Aos 10 minutos, Neymar quase marcou numa cobrança de falta que passou tirando tinta da trave. O craque, que fazia a sua primeira partida pelo Santos depois de renovar contrato com o clube, era o mais participativo do jogo, criando todas as jogadas de ataque do time.

Mas foi o Atlético-GO que abriu o placar, numa das poucas vezes que chegou na área de Rafael. Bida bateu falta da direita, o goleiro não saiu, a zaga também não marcou direito e Leonardo apareceu livre na segunda trave para anotar o gol, aos 37 minutos. O Santos respondeu com Ganso. O jogador, que fazia sua segunda partida desde que voltou de lesão, bateu falta da entrada da área e carimbou o travessão de Márcio.

Sem nada a perder, o Santos se manteve no ataque desde o primeiro minuto da segunda etapa, já com Alan Kardec fazendo companhia a Neymar e Borges no ataque, substituindo Adriano. Com dois minutos, o ex-vascaíno tocou para Borges perder gol claro, na pequena área. Márcio fez grande defesa. Depois, no rebote, Edu Dracena tentou de voleio e mandou para longe.

Responsável pela marcação de Neymar, Agenor recebeu o segundo amarelo aos 17, o segundo por falta no craque santista, e foi expulso, deixando o Atlético-GO ainda mais vulnerável. Para piorar, não havia mais quem pudesse marcar Neymar. Com 30 minutos no placar, apenas dois dos jogadores do time goiano não tinham amarelo: Thiago Feltri e Ernandes, além do goleiro Márcio.

O panorama era totalmente favorável aos santistas. Aos 39 e aos 40, Márcio foi muito bem e salvou o Atlético-GO em dois lances: num belo chute de primeira de Felipe Anderson e num cabeceio firme de Borges. Aos 50 minutos, no último de acréscimo, Ganso acertou lindo chute e empatou o jogo.

FICHA TÉCNICA:

Santos 1 x 1 Atlético-GO

Santos - Rafael; Danilo, Bruno Rodrigo, Edu Dracena (Léo) e Durval; Adriano (Alan Kardec), Arouca (Felipe Anderson), Henrique e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges. Técnico - Muricy Ramalho

Atlético-GO - Márcio; Rafael Cruz, Leonardo, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Ernandes, Joilson e Bida; Juninho (Dodó) e Anselmo (Marcão). Técnico - Hélio dos Anjos.

Gol - Leonardo, aos 36 minutos do primeiro tempo. Paulo Henrique Ganos, aos 50 minutos do segundo.

Árbitro - Alício Pena Júnior (MG).

Cartões amarelos - Neymar, Adriano, Edu Dracena, Bida, Anselmo, Dodó, Leonardo, Rafael Cruz, Leonardo e Joilson.

Cartão vermelho - Agenor.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email