Gaviões da Fiel reforça posição sobre Bolsonaro: contra todo ditador

Após seu presidente se manifestar publicamente, a Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Brasil, publicou nota oficial em que reforça seu posicionamento contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL); "Ele homenageia publicamente torturadores que facilmente poderiam ter sido os algozes de nossos fundadores", diz o texto da torcida corintiana

Gaviões da Fiel reforça posição sobre Bolsonaro: contra todo ditador
Gaviões da Fiel reforça posição sobre Bolsonaro: contra todo ditador (Foto: Esq.: Daniel Augusto - Ag. Corinthians / Dir.: Marcelo Camargo - ABR)

Rede Brasil Atual - Após seu presidente se manifestar publicamente, a Gaviões da Fiel publicou nota oficial, nesta quinta-feira (20), que reforça seu posicionamento contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). A entidade lembra que fez parte da luta pela redemocratização do Brasil e reitera sua oposição a qualquer político com perfil anti-democrático.

A principal torcida organizada do Corinthians afirma que os associados apoiadores de políticos como Bolsonaro são "incoerentes", já que o candidato declara apoio à ditadura civil-militar e os fundadores da entidade foram perseguidos pelo governo da época. "Ele homenageia publicamente torturadores que facilmente poderiam ter sido os algozes de nossos fundadores", diz.

Com 112 mil sócios, a Gaviões reitera que defende todas as formas de pensar, seja de esquerda ou direita, pois faz parte da democracia. "Não podemos, portanto, concordar jamais com quem se posiciona justamente contrário aos valores básicos do Estado Democrático de Direito", afirma.

Ao fim, a torcida pede que seus seguidores olhem para o passado da instituição e entendam em qual lado devem estar. "Afinal, foi contra todo ditador que no Timão quiser mandar que os Gaviões nasceram pra poder reivindicar", conclui o texto.

Na última quarta-feira (19), o presidente da Gaviões, Rodrigo Gonzalez Tapia, o Digão, já havia se manifestado contra Bolsonaro. O presidente da torcida sugere até que os associados apoiadores do candidato saiam da torcida. Ontem (20), a Torcida Jovem do Santos também publicou nota de repúdio ao presidenciável do PSL.

A Gaviões da Fiel participou ativamente de mobilizações sociais ligadas à democracia, como pelo direito de votar para presidente (Diretas Já), pela anistia de presos e exilados políticos da ditadura civil-militar, por uma gestão democrática dos clubes de futebol e contra o monopólio das coberturas esportiva em TV aberta pela Rede Globo. Mais recentemente, a organizada corintiana ergueu faixas no estádio que cobravam apuração e punição para os responsáveis por desvios relacionados ao chamado "escândalo da merenda escolar". O caso envolve o candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB).

Leia a nota completa da Gaviões:

NOTA OFICIAL - POSIÇÃO DOS GAVIÕES DA FIEL SOBRE CANDIDATO ANTIDEMOCRÁTICO

Foi misturando política e torcida que, em 1969, alguns jovens Corinthianos fundaram o que viria se tornar a maior torcida organizada do país, os Gaviões da Fiel. Em uma época marcada pela fortíssima repressão da Ditadura Militar, aqueles torcedores decidiram se unir para lutar contra Wadih Helu, então presidente do Corinthians e também político do regime.

Ao declararem a contrariedade ao regime que impedia toda e qualquer liberdade de expressão, os primeiros jovens Gaviões foram perseguidos e, por vezes, espancados pelos capangas do cartola e político.

Paralela à batalha em prol do Corinthians, ilustrada pelo conhecido primeiro enterro simbólico de um dirigente no país, também estava a luta pela redemocratização do Brasil. A abertura de faixas na arquibancada exigindo o direito da sociedade escolher o presidente, bem como anistia ampla, geral e irrestrita aos exilados políticos da época, faz parte do conjunto de fatos marcantes dos 49 anos dos Gaviões da Fiel.

Por este e outros motivos, é importante deixar claro a incoerência que há em um Gavião apoiar um candidato que, não apenas é favorável à Ditadura Militar pelo qual nascemos nos opondo, mas ainda elogia e homenageia publicamente torturadores que facilmente poderiam ter sido os algozes de nossos fundadores.

Hoje, com mais de 112 mil associados, entendemos existirem diferentes formas de pensar e posicionar-se numa sociedade democrática. Respeitamos essa pluralidade de ideias, pois ela é a essência da democracia pelo qual nossos fundadores lutaram. Não podemos, portanto, concordar jamais com quem se posiciona justamente contrário aos valores básicos do Estado Democrático de Direito.

Não se trata de exigir que nossos associados se posicionem obrigatoriamente à esquerda ou direita, mas em um momento conturbado de nossa política, pedimos para que nossos associados olhem para nosso passado e entendam tudo o que hoje fomenta nossa ideologia.

Afinal, foi contra todo ditador que no Timão quiser mandar que os Gaviões nasceram pra poder reivindicar.

Gaviões da Fiel Torcida - Força Independente

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247