Geddel pediu fim de roubo em protesto contra Dilma em 2015

Ex-ministro de Temer, que teve um 'banker' flagrado pela Polícia Federal, com ao menos 5 caixas e 8 malas de dinheiro, participava em 2015 de uma marcha contra a corrupção em Salvador, defendendo a saída do governo Dilma; o motivo: "chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas"

Ex-ministro de Temer, que teve um 'banker' flagrado pela Polícia Federal, com ao menos 5 caixas e 8 malas de dinheiro, participava em 2015 de uma marcha contra a corrupção em Salvador, defendendo a saída do governo Dilma; o motivo: "chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas"
Ex-ministro de Temer, que teve um 'banker' flagrado pela Polícia Federal, com ao menos 5 caixas e 8 malas de dinheiro, participava em 2015 de uma marcha contra a corrupção em Salvador, defendendo a saída do governo Dilma; o motivo: "chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 – Hoje é um bom dia para lembrar que o ex-ministro Geddel Vieira Lima defendia em 2015 o fim do roubo e do "assalto aos cofres públicos", em referência ao governo do PT.

Ele participou de uma marcha contra a corrupção em Salvador, pela saída de Dilma Rousseff, e deu a seguinte declaração sobre o motivo de estar ali: "dizer que chega, ninguém aguenta mais tanto roubo, assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas".

A Polícia Federal encontrou nesta terça-feira 5, no âmbito da Operação Tesouro Perdido, um 'banker' que pertenceria a Geddel, localizado em um apartamento na capital baiana.

Nele havia ao menos 5 caixas e 8 malas cheias de dinheiro vivo. Foram necessárias duas viaturas para transportar o dinheiro, levadas a um banco para que o dinheiro fosse depositado em uma conta judiciária.

Geddel chegou a ser preso, mas conseguiu um habeas corpus e cumpre prisão domiciliar.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247