Geddel sobre PT: "Essa gente que está aí, já deu"

"Eles vão querer comparar o governo deles com o seu (de Paulo Souto). É o governo da TV, com o governo que a gente vê. Essa gente que está aí, já deu. Eles criaram um novo modelo para construir uma fábrica de automóveis. Enterraram um carro, pensando que iria brotar uma árvore de carrinhos. Você vai lá e vê que não tem fábrica nenhuma", disse o peemedebista Geddel Vieira Lima no evento que lançou chapa das oposições para o governo da Bahia nesta segunda-feira; ele é pré-candidato ao Senado

"Eles vão querer comparar o governo deles com o seu (de Paulo Souto). É o governo da TV, com o governo que a gente vê. Essa gente que está aí, já deu. Eles criaram um novo modelo para construir uma fábrica de automóveis. Enterraram um carro, pensando que iria brotar uma árvore de carrinhos. Você vai lá e vê que não tem fábrica nenhuma", disse o peemedebista Geddel Vieira Lima no evento que lançou chapa das oposições para o governo da Bahia nesta segunda-feira; ele é pré-candidato ao Senado
"Eles vão querer comparar o governo deles com o seu (de Paulo Souto). É o governo da TV, com o governo que a gente vê. Essa gente que está aí, já deu. Eles criaram um novo modelo para construir uma fábrica de automóveis. Enterraram um carro, pensando que iria brotar uma árvore de carrinhos. Você vai lá e vê que não tem fábrica nenhuma", disse o peemedebista Geddel Vieira Lima no evento que lançou chapa das oposições para o governo da Bahia nesta segunda-feira; ele é pré-candidato ao Senado (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O presidente do PMDB na Bahia e pré-candidato ao Senado, Geddel Vieira Lima, demonstrou nesta segunda-feira (14) que sua "frustração" por não ter sido escolhido como cabeça da chapa única das oposições já passou e, enturmado com o pré-candidato tucano a presidente da República, senador Aécio Neves, mandou artilharia pesada mais uma vez contra o governador Jaques Wagner, seu ex-aliado.

"Eles vão querer comparar o governo deles com o seu (de Paulo Souto). É o governo da TV, com o governo que a gente vê. Essa gente que está aí, já deu. Eles criaram um novo modelo para construir uma fábrica de automóveis. Enterraram um carro, pensando que iria brotar uma árvore de carrinhos. Você vai lá e vê que não tem fábrica nenhuma", disse Geddel, se referindo à fábrica da JAC Motors, que está sendo construída em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

O peemedebista garantiu que não há mais ressentimento com os caciques da oposição pelo fato de o prefeito ACM Neto, condutor do processo, ter apontado o ex-governador Paulo Souto (DEM) como cabeça da chapa que é composta ainda pelo jornalista, escritor e ex-deputado Joaci Góes, do PSDB.

"Eu confesso que o primeiro impacto foi o da frustração. Deparei-me em minhas reflexões, com o caminho a trilhar: buscar uma candidatura solo ou ser fiel aos ensinamentos que tive com meu pai: 'não deu, segue a página'. Foi com esse sentimento que tomei minha decisão", disse Geddel.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247