Geraldo pode enfrentar sua primeira greve

Eleito com um discurso de mudança e da necessidade de aplicar uma maior eficiência na máquina pública, Geraldo Júlio (PSB) acabou por apear o PT do poder após 12 anos à frente do comando da capital pernambucana; agora, passada a euforia eleitoral, o socialista corre o risco de  enfrentar a primeira paralisação da sua gestão; os servidores municipais decretaram estado de greve e ameaçam cruzar o sbraços caso não consigam um reajuste salarial de 19,32%, entre outras reivindicações

Geraldo pode enfrentar sua primeira greve
Geraldo pode enfrentar sua primeira greve

PE247 - Com um discurso de mudança e da necessidade de aplicar uma maior eficiência na máquina pública, Geraldo Júlio (PSB) acabou sendo eleito prefeito do Recife com uma votação estrondosa e que tirou o PT do poder após 12 anos à frente do comando da capital pernambucana. Agora, passada a euforia eleitoral, o socialista corre o risco de  enfrentar a primeira paralisação da sua gestão. Em assembleia, realizada nesta quarta-feira(8),  os servidores municipais decretaram estado de greve e podem cruzar os braços no próximo dia 20, quando uma nova reunião da categoria está prevista para acontecer.

Os servidores reivindicam um reajuste salarial de 19,32%, sendo 10,32% referentes às perdas registradas nos últimos anos. Além do aumento, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Administração Direta e Indireta da Prefeitura do Recife (SINDSEPRE) também pleiteia benefícios como vale-refeição de R$ 22, 25, auxílio creche e pré-escolar no valor de R$ 250 e a implantação de um Planos de Cargos, Carreiras e Vencimentos que alcance todos os servidores da administração direta e indireta. Uma rodada de negociações entre a administração e os representantes da categoria para tratar do assunto está marcada para o dia 17.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247