Gerentes de fundos da China reduzem valorização da ZTE após sanção dos EUA

Cerca de 40 fundos mútuos chineses ajustaram a avaliação da ZTE em suas carteiras. No último lote, cinco gestores de fundos reavaliaram as ações no sábado.

Gerentes de fundos da China reduzem valorização da ZTE após sanção dos EUA
Gerentes de fundos da China reduzem valorização da ZTE após sanção dos EUA

(Reuters) - Os fundos chineses reduziram as avaliações da ZTE Corp depois que os Estados Unidos proibiram as empresas norte-americanas de vender componentes para a fabricante de equipamentos de telecomunicações chinesa por sete anos, um movimento que a ZTE disse ameaçar sua própria sobrevivência.

A ação dos EUA na semana passada foi provocada pela violação da ZTE de um acordo alcançado depois que a empresa foi pega enviando mercadorias dos EUA para o Irã ilegalmente. Estima-se que as empresas norte-americanas forneçam de 25 a 30 por cento dos componentes usados ​​nos equipamentos da ZTE.

Os gestores chineses de fundos mútuos reduziram o valor das ações em seus portfólios em 20 a 30 por cento, de acordo com vários anúncios feitos no fim de semana, em um golpe para a ZTE que suspendeu as negociações com suas ações na China continental e em Hong Kong em 17 de abril.

Cerca de 40 fundos mútuos chineses ajustaram a avaliação da ZTE em suas carteiras. No último lote, cinco gestores de fundos reavaliaram as ações no sábado.

O ajuste de avaliação por fundos mútuos pode ser apenas preliminar, já que o impacto real das sanções dos EUA precisa ser avaliado continuamente à medida que o incidente se desenrola, disse Reagan Li, gerente de investimentos da Shanghai V-Invest.

Por Samuel Shen e Adam Jourdan

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247