"Gilmar Mendes extrapola sua função no STF"

Deputado Pedro Eugênio (PT-PE) afirmou que ministro do STF “fez uma acusação grave por puro preconceito ideológico” ao “ridicularizar” as doações feitas pela militância do PT, como ajuda no pagamento das multas dos petistas condenados na Ação Penal 470; parlamentar leu em plenário matéria publicada pelo portal Brasil 247 por ocasião de uma entrevista dada por ele a uma rádio pernambucana na qual disse desaprovar a postura e as declarações de Mendes sobre as doações

Deputado Pedro Eugênio (PT-PE) afirmou que ministro do STF “fez uma acusação grave por puro preconceito ideológico” ao “ridicularizar” as doações feitas pela militância do PT, como ajuda no pagamento das multas dos petistas condenados na Ação Penal 470; parlamentar leu em plenário matéria publicada pelo portal Brasil 247 por ocasião de uma entrevista dada por ele a uma rádio pernambucana na qual disse desaprovar a postura e as declarações de Mendes sobre as doações
Deputado Pedro Eugênio (PT-PE) afirmou que ministro do STF “fez uma acusação grave por puro preconceito ideológico” ao “ridicularizar” as doações feitas pela militância do PT, como ajuda no pagamento das multas dos petistas condenados na Ação Penal 470; parlamentar leu em plenário matéria publicada pelo portal Brasil 247 por ocasião de uma entrevista dada por ele a uma rádio pernambucana na qual disse desaprovar a postura e as declarações de Mendes sobre as doações (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O deputado federal Pedro Eugênio (PT-PE) criticou duramente o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Ex-presidente do PT em Pernambuco e líder da bancada do Nordeste na Câmara Federal, Eugênio afirmou que Mendes “fez uma acusação grave por puro preconceito ideológico” ao “ridicularizar” as doações feitas pela militância do PT, como ajuda no pagamento das multas dos petistas condenados no processo da Ação Penal 470, conhecido como “mensalão”. O parlamentar deu como lida, em plenário, matéria publicada pelo portal Brasil 247 (confira aqui) por ocasião de uma entrevista dada por ele à uma rádio pernambucana. Na ocasião, o deputado disse desaprovar a postura e as declarações de Mendes sobre as doações, além de ressaltar que o ministro extrapolava suas funções no STF. 

“A doação de militantes petistas, amigos, familiares e simpatizantes do partido foi atacada pelo ministro Gilmar Mendes, afirmando que a arrecadação feita para Genoíno (José Genoíno, ex-presidente do PT) e Delúbio (Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT) poderia ser fruto do que chamou de lavagem de dinheiro”, afirmou o petista na entrevista que resultou na matéria lida em plenário. “Quero destacar que Gilmar Mendes extrapola sua função no Supremo Tribunal Federal. Ele presumiu culpa do PT e fez uma acusação grave por puro preconceito ideológico”, disse.

De acordo com Eugênio, o PT “tem base social, tem muita gente querendo doar. Há uma rede de solidariedade. É uma acusação que ele teria que prestar contas. É uma calúnia”, disse o deputado.

As afirmações de Mendes levantando dúvidas sobre as doações fizeram com que o Diretório Nacional do PT protocolasse, no último dia 6, no STF, uma interpelação judicial criminal ao ministro Gilmar Mendes, para que explicasse, em juízo, as declarações de supostas irregularidades a respeito das arrecadações.

Ao examinar o caso previamente, o ministro Luiz Fux considerou que a suposta ofensa de Mendes não teria sido dirigida ao PT, mas sim a quem fez as doações. Após analisar o pedido, Fux determinou seu arquivamento. Desde então, os doadores iniciaram uma mobilização de ação coletiva contra Mendes. A ação está sendo coordenada pelo blogueiro paulista Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email