Goiânia é a capital que mais gerou empregos no Brasil

Goiânia é a única capital brasileira a ir na contramão da crise e registrar saldo positivo no número de vagas com carteira assinada neste ano; apenas no primeiro trimestre, segundo o MTE, Capital criou 2.652 vagas; em agosto, foram gerados 545 vagas; atividade que mais se destacou entre os municípios foi a agropecuária, seguida pela indústria, serviços e construção civil; das 30 maiores geradoras, 29 são cidades do interior – apenas a capital goiana foge à regra; ranking analisou as cidades com mais de 30 mil habitantes

Goiânia é a única capital brasileira a ir na contramão da crise e registrar saldo positivo no número de vagas com carteira assinada neste ano; apenas no primeiro trimestre, segundo o MTE, Capital criou 2.652 vagas; em agosto, foram gerados 545 vagas; atividade que mais se destacou entre os municípios foi a agropecuária, seguida pela indústria, serviços e construção civil; das 30 maiores geradoras, 29 são cidades do interior – apenas a capital goiana foge à regra; ranking analisou as cidades com mais de 30 mil habitantes
Goiânia é a única capital brasileira a ir na contramão da crise e registrar saldo positivo no número de vagas com carteira assinada neste ano; apenas no primeiro trimestre, segundo o MTE, Capital criou 2.652 vagas; em agosto, foram gerados 545 vagas; atividade que mais se destacou entre os municípios foi a agropecuária, seguida pela indústria, serviços e construção civil; das 30 maiores geradoras, 29 são cidades do interior – apenas a capital goiana foge à regra; ranking analisou as cidades com mais de 30 mil habitantes (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Em meio à perda de 573 mil vagas de trabalho no país em 2015, Goiânia é a única capital brasileira a ir na contramão da crise e registrar saldo positivo no número de vagas com carteira assinada neste ano. Com base nos dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), um levantamento do Portal Uol encontrou as ilhas do emprego no Brasil. Das 30 maiores geradoras, 29 são cidades do interior – apenas a capital goiana foge à regra.

O ranking analisou as cidades com mais de 30 mil habitantes. Apenas no primeiro trimestre, segundo o MTE, Goiânia criou 2.652 vagas. Em agosto, a capital gerou, sozinha, 545 vagas.

Para o prefeito Paulo Garcia, o saldo positivo na geração de empregos mostra o quanto Goiânia é uma cidade especial e que se preocupa com a qualidade de vida das pessoas. “Acompanho sempre o resultado dessas pesquisas. Se por um lado as pessoas que moram aqui estão conseguindo trabalho, por outro nós estamos trabalhando para fazer com que a cidade se torne um espaço voltado para elas. Hoje, por exemplo, inauguramos o 35º parque da cidade que, sem dúvida, vai melhorar a qualidade de vida da população. Além disso, estamos investindo R$ 1 bilhão em 60 obras, ajudando assim, a movimentar a economia”, afirmou.

Juntas, as primeiras 30 cidades geraram 63 mil novas vagas e vivem um momento à parte na economia. A atividade que mais se destacou entre os municípios foi a agropecuária, seguida pela indústria, serviços e construção civil. Ainda de acordo com o MTE, o número de empregos gerados é o saldo, ou seja, o total de contratações menos o de demissões no período. Por exemplo, se em uma cidade foram contratadas 20 mil pessoas, mas outras 15 mil perderam seus empregos, o saldo é de 5.000, que é o número de vagas geradas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email