Goiás fica só em 8º no ranking da transparência

Controladoria-Geral da União (CGU) lançou índice que mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros; Goiás ficou na oitava colocação, com 8,89; apesar da nota razoável, o projeto nacional de Marconi Perillo impõe que o governo fique sempre na ponta considerando que transparência é um dos temas que dominam o debate público; neste quarto mandato, Marconi reforçou que seu objetivo era criar condições para que toda ações do governo fossem acessíveis à população, demonstrando transparência total ao cidadão goiano

Controladoria-Geral da União (CGU) lançou índice que mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros; Goiás ficou na oitava colocação, com 8,89; apesar da nota razoável, o projeto nacional de Marconi Perillo impõe que o governo fique sempre na ponta considerando que transparência é um dos temas que dominam o debate público; neste quarto mandato, Marconi reforçou que seu objetivo era criar condições para que toda ações do governo fossem acessíveis à população, demonstrando transparência total ao cidadão goiano
Controladoria-Geral da União (CGU) lançou índice que mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros; Goiás ficou na oitava colocação, com 8,89; apesar da nota razoável, o projeto nacional de Marconi Perillo impõe que o governo fique sempre na ponta considerando que transparência é um dos temas que dominam o debate público; neste quarto mandato, Marconi reforçou que seu objetivo era criar condições para que toda ações do governo fossem acessíveis à população, demonstrando transparência total ao cidadão goiano (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Em comemoração aos três anos de vigência da Lei de Acesso à Informação, no dia 16 de maio, a Controladoria-Geral da União (CGU) lançou, na manhã desta sexta-feira (15), em Brasília, índice que mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros. É a Escala Brasil Transparente (EBT), metodologia criada pela Controladoria para avaliar o grau de cumprimento às normas de Lei de Acesso (Lei 12.527/2011).

No total, foram analisados 492 municípios com até 50 mil habitantes, incluindo todas capitais, além dos 26 estados e do Distrito Federal. Todos os entes avaliados receberam uma nota de 0 a 10 pontos, calculada pela soma de dois critérios: regulamentação da Lei de Acesso (25%) e efetiva existência e atuação do Serviço de Informação ao Cidadão (75%). A ideia da metodologia é refletir sobre o cenário de transparência em todo o Brasil.

O Estado de Goiás ficou na oitava colocação, com nota 8,89. Apesar da nota razoável e boa posição no ranking, o projeto nacional de Marconi Perillo (PSDB) impõe que o governo fique sempre na ponta considerando que transparência é um dos temas que dominam o debate público.

Neste quarto mandato, Marconi reforçou que seu objetivo era criar condições para que toda as ações do governo fossem acessíveis à população, demonstrando transparência total ao cidadão goiano. Goiânia ficou com nota 7,78 e obteve a 10ª colocação no ranking das capitais.

Segundo a escala, os estados do Ceará e de São Paulo são os mais transparentes do país, ambos com nota máxima. Eles são seguidos do Paraná, de Sergipe, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, com notas 9,72; 9,31; 9,17 e 9,17, respectivamente. Em contrapartida, Amapá e Rio Grande do Norte figuram no final da lista com notas zero.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247