Goldman: 'sempre vi o Doria como um cidadão sem escrúpulos'

Para o ex-governador de São Paulo e vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), sempre foi "um "sujeito muito ambicioso" e um "cidadão sem escrúpulos"; Sempre vi o Doria como um sujeito muito ambicioso, vaidoso, um cidadão sem escrúpulos", disparou; "Pro Doria não importa se é amigo, não é amigo. Importa o interesse dele", completou; declaração é o mais novo capítulo da troca de farpas entre os tucanos e evidencia o isolamento de Doria, que tenta pavimentar sua pré-candidatura à Presidência da República, dentro do partido

Para o ex-governador de São Paulo e vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), sempre foi "um "sujeito muito ambicioso" e um "cidadão sem escrúpulos"; Sempre vi o Doria como um sujeito muito ambicioso, vaidoso, um cidadão sem escrúpulos", disparou; "Pro Doria não importa se é amigo, não é amigo. Importa o interesse dele", completou; declaração é o mais novo capítulo da troca de farpas entre os tucanos e evidencia o isolamento de Doria, que tenta pavimentar sua pré-candidatura à Presidência da República, dentro do partido
Para o ex-governador de São Paulo e vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), sempre foi "um "sujeito muito ambicioso" e um "cidadão sem escrúpulos"; Sempre vi o Doria como um sujeito muito ambicioso, vaidoso, um cidadão sem escrúpulos", disparou; "Pro Doria não importa se é amigo, não é amigo. Importa o interesse dele", completou; declaração é o mais novo capítulo da troca de farpas entre os tucanos e evidencia o isolamento de Doria, que tenta pavimentar sua pré-candidatura à Presidência da República, dentro do partido (Foto: Paulo Emílio)

São Paulo 247 - Para o ex-governador de São Paulo e vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, o prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), sempre foi "um "sujeito muito ambicioso" e um "cidadão sem escrúpulos". Declaração de Goldman vem na esteira de um vídeo publicado por ele na semana passada onde criticava a gestão de Doria e pedia que ele assumisse sua pré-candidatura à Presidência da República. Doria rebateu chamando Goldman de "fracassado" e "improdutivo".

"Sempre vi o Doria como um sujeito muito ambicioso, vaidoso, um cidadão sem escrúpulos", disparou Goldman. "Pro Doria não importa se é amigo, não é amigo. Importa o interesse dele", completou em entrevista ao jornal O Globo. O ex-governador destacou que a última pesquisa Datafolha, apontando uma queda de quase 10% na avaliação da gestão Doria, comprova a sua fairmação de que "o prefeito de São Paulo ainda não nasceu".

"Já era minha sensibilidade (a queda na aprovação de Doria), não tinha nenhum dado científico. "Eles (os telejornais) fizeram durante muitos dias o acompanhamento nos bairros. Em geral, a avaliação que ganhava era o péssimo, sobre serviços básicos como poda de árvores e buraco de rua. Tudo era mau ou péssimo", destacou.

Ainda segundo Goldman, secretário municipais teriam relatado a ele que o prefeito costuma cobrar resultados, muito embora não se relacione como deveria com o secretariado. "São meus amigos e me disseram que não conversam com o prefeito, que ele não despacha. Não foi um, foram vários que me disseram. Cada um que se vire, não tem relação", afirmou.

Goldman também destacou não ter dúvidas quanto a intenção de Doria de deixar a prefeitura para disputar a Presidência da República por outro partido que não seja o PSDB. "Acredito que pelo PSDB não terá chance, mas ele já andou colocando para outros partidos que quer (se candidatar) porque sabe que precisa de tempo de televisão", observou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247