Goleiro Bruno pode voltar aos gramados, em Minas

Condenado a 22 anos de prisão pela morte da sua esposa Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza deverá ser contratado pelo Montes Claros Futebol Clube; o time, do Norte mineiro, já anunciou a contratação; a defesa do goleiro tenta fazer com que ele passe a cumprir pena em regime semiaberto, e não em regime fechado; porém, esta missão pode não se concretizar, já que Bruno teria se envolvido com tentativa de agressão dentro da unidade onde está preso

Condenado a 22 anos de prisão pela morte da sua esposa Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza deverá ser contratado pelo Montes Claros Futebol Clube; o time, do Norte mineiro, já anunciou a contratação; a defesa do goleiro tenta fazer com que ele passe a cumprir pena em regime semiaberto, e não em regime fechado; porém, esta missão pode não se concretizar, já que Bruno teria se envolvido com tentativa de agressão dentro da unidade onde está preso
Condenado a 22 anos de prisão pela morte da sua esposa Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza deverá ser contratado pelo Montes Claros Futebol Clube; o time, do Norte mineiro, já anunciou a contratação; a defesa do goleiro tenta fazer com que ele passe a cumprir pena em regime semiaberto, e não em regime fechado; porém, esta missão pode não se concretizar, já que Bruno teria se envolvido com tentativa de agressão dentro da unidade onde está preso (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – Condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte da sua esposa Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza, ex-flamenguista, deverá ser contratado pelo Montes Claros Futebol Clube, time do município de mesmo nome, que fica no Norte de Minas. O clube já anunciou a contratação de Bruno. De acordo com o presidente da equipe mineira, Vile Mocellin, a defesa do goleiro objetiva fazer com que o Bruno passe a cumprir pena em regime semiaberto (podendo treinar e jogar durante o dia e dormir na prisão à noite), e não em regime fechado. O contrato tem de ser registrado ainda nesta sexta-feira (28), quando acaba o prazo de inscrição de jogadores para disputar a segunda fase do Campeonato Mineiro da segunda divisão.

O advogado de Bruno, Tiago Lenoir Moreira, falou sobre o objetivo da contratação. "O Montes Claros Futebol Clube está oferecendo uma oportunidade de trabalho ao Bruno. O trabalho é uma forma de ressocialização, por isso esperamos que o Poder Judiciário possa liberá-lo para que ele volte a jogar futebol e se reintegrar à sociedade", afirmou o advogado. "Entendemos que qualquer pessoa pode errar e merece uma segunda chance na vida", disse Mocellin.

Segundo o presidente do clube mineiro, além do transferir Bruno para regime semiaberto, será necessário a transferência do goleiro da Federação de Futebol do Rio de Janeiro para a Federação Mineira, o que é papel do advogado do goleiro. "O advogado do Bruno cuida de tudo. Eu apenas devo receber o contrato pronto para assinar", declarou. As informações são do jornal Estado de Minas.

Porém, quanto ao cumprimento de pena, Bruno pode continuar em regime fechado por problemas de comportamento. O goleiro teria tido envolvimento com tentativa de agressão dentro da unidade, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A defesa nega.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email