'Golpistas querem voltar ao tempo em que se roubava e nada se apurava'

Em vídeo, o deputado federal Bohn Gass (PT-RS) afirma que há seis golpes em curso contra a presidente Dilma; "o primeiro golpe é na lei, porque a Constituição é clara: só haver impedimento quando houver crime de responsabilidade", diz ele; segundo: um golpe no combate à corrupção; o terceiro, de acordo com o petista, é o que afronta os direitos dos trabalhadores; há ainda, segundo ele, um "golpe no patrimônio do Brasil"; e os dois últimos: "um golpe nos direitos sociais" e "um golpe na boa política"; assista

Em vídeo, o deputado federal Bohn Gass (PT-RS) afirma que há seis golpes em curso contra a presidente Dilma; "o primeiro golpe é na lei, porque a Constituição é clara: só haver impedimento quando houver crime de responsabilidade", diz ele; segundo: um golpe no combate à corrupção; o terceiro, de acordo com o petista, é o que afronta os direitos dos trabalhadores; há ainda, segundo ele, um "golpe no patrimônio do Brasil"; e os dois últimos: "um golpe nos direitos sociais" e "um golpe na boa política"; assista
Em vídeo, o deputado federal Bohn Gass (PT-RS) afirma que há seis golpes em curso contra a presidente Dilma; "o primeiro golpe é na lei, porque a Constituição é clara: só haver impedimento quando houver crime de responsabilidade", diz ele; segundo: um golpe no combate à corrupção; o terceiro, de acordo com o petista, é o que afronta os direitos dos trabalhadores; há ainda, segundo ele, um "golpe no patrimônio do Brasil"; e os dois últimos: "um golpe nos direitos sociais" e "um golpe na boa política"; assista (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Bohn Gass (PT-RS) afirmou que seis golpes estão em curso contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

Na avaliação dele, "o primeiro golpe é na lei, porque a Constituição é clara: só haver impedimento quando houver crime de responsabilidade. A presidente Dilma não roubou, não tem dinheiro na suíça, fez decretos para tais pedaladas que todos os presidentes fizerem. São questões administrativas apenas".

"Segundo: um golpe no combate à corrupção. As investigação estão chegando nos graúdos golpistas da oposição. Eles querem afastar a presidente, que permite investigações, para voltar ao tempo em que se roubava, nada se apurava. Tudo ia debaixo do tapete", disse o parlamentar.

O terceiro golpe em curso, de acordo com o petista, é o que afronta os direitos dos trabalhadores. "São os mesmos que não querem salário mínimo acima da inflação, que querem desvincular reajuste da aposentadoria acima do salário mínimo, que querem terceirizar e flexibilizar os direitos dos trabalhadores", acrescentou.

Segundo o congressista, também está havendo um "golpe no patrimônio do Brasil". "Sim, porque os golpistas já entregaram a Vale do Rio Doce. Querem vender a Petrobras e entregar nossa riqueza ao pré-sal", afirmou.

"Quinto: há um golpe nos direitos sociais. Bolsa Família eles consideram coisa de vagabundo. Não construíam casas para o povo e só veem problemas no 'Minha Casa, Minha Vida'". E ainda criticam o programa Mais Médicos", disse. "Sexto: há um golpe na boa política. Essa de dizer 'chega de roubalheira' é um disfarce. O movimento pró-impeachment é um movimento golpista-político".

Assista ao vídeo: 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247