Governadores debatem desenvolvimento regional

O 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (8), terá como pauta única o desenvolvimento regional, ou seja, a economia será o eixo das conversas; o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), adiantou que a convalidação dos incentivos e a unificação das alíquotas do ICMS com o intuito de acabar com a guerra fiscal, além da questão da mudança do indexador das dívidas e a possibilidade dos estados e municípios acessarem o fundo dos depósitos judiciais, serão questões tratadas especificamente; evento contará com a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e do ministro para Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, que irão ministrar palestras

O 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (8), terá como pauta única o desenvolvimento regional, ou seja, a economia será o eixo das conversas; o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), adiantou que a convalidação dos incentivos e a unificação das alíquotas do ICMS com o intuito de acabar com a guerra fiscal, além da questão da mudança do indexador das dívidas e a possibilidade dos estados e municípios acessarem o fundo dos depósitos judiciais, serão questões tratadas especificamente; evento contará com a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e do ministro para Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, que irão ministrar palestras
O 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (8), terá como pauta única o desenvolvimento regional, ou seja, a economia será o eixo das conversas; o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), adiantou que a convalidação dos incentivos e a unificação das alíquotas do ICMS com o intuito de acabar com a guerra fiscal, além da questão da mudança do indexador das dívidas e a possibilidade dos estados e municípios acessarem o fundo dos depósitos judiciais, serão questões tratadas especificamente; evento contará com a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e do ministro para Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, que irão ministrar palestras (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Telma Elita, Agência Alagoas - Por uma agenda de desenvolvimento regional. Essa será a pauta do 3º Encontro de Governadores do Nordeste, que será realizado nesta sexta-feira (8), no Centro de Convenções de Natal, no Rio Grande do Norte. O chefe do Executivo de Alagoas, Renan Filho, participará do debate.

A economia será o eixo das conversas desta sexta. O governador alagoano adiantou parte dos temas. "Iremos debater a convalidação dos incentivos e a unificação das alíquotas do ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços], com o intuito de acabar com a guerra fiscal. Será um benefício para todos os estados", anunciou.

Renan Filho declarou ainda que será discutida a questão da mudança do indexador das dívidas e a possibilidade dos estados e municípios acessarem o fundo dos depósitos judiciais. "Esse é um mecanismo importante para fazermos frente à crise em um ano muito difícil para as finanças públicas", avaliou.

Além dos nove governadores, o evento terá a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy e do ministro para Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger. Ambos irão ministrar palestras.

No encontro, serão tratados também o ajuste fiscal, a continuidade e a ampliação de investimentos para a região, e os pontos relativos à previdência. O evento termina com a elaboração de uma carta aberta com o pleito de todos os participantes – a Carta de Natal.

O último encontro dos governadores do Nordeste aconteceu em Brasília, durante reunião com a presidente Dilma Rousseff, em 25 de março. Os chefes do Executivo nordestinos apresentaram reivindicações à presidente, entre as quais continuidade dos investimentos federais nos estados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida; recursos para a saúde e as ações de combate à seca; e unificação dos sistemas de segurança pública.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247