Governo busca alternativas para municípios em situação de emergência

O governador Wellington Dias recebeu o diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Ângelo Guerra, e o superintendente do órgão no Piauí, Djalma Policarpo; o encontro teve como objetivo debater alternativas para abastecer a população de 42 municípios que estão em situação de emergência por conta da estiagem; uma das possibilidades é a perfuração de poços, que será realizada pelo Dnocs

O governador Wellington Dias recebeu o diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Ângelo Guerra, e o superintendente do órgão no Piauí, Djalma Policarpo; o encontro teve como objetivo debater alternativas para abastecer a população de 42 municípios que estão em situação de emergência por conta da estiagem; uma das possibilidades é a perfuração de poços, que será realizada pelo Dnocs
O governador Wellington Dias recebeu o diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Ângelo Guerra, e o superintendente do órgão no Piauí, Djalma Policarpo; o encontro teve como objetivo debater alternativas para abastecer a população de 42 municípios que estão em situação de emergência por conta da estiagem; uma das possibilidades é a perfuração de poços, que será realizada pelo Dnocs (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Lorenna Costa

O governador Wellington Dias recebeu, nesta sexta-feira (04), o diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Ângelo Guerra, e o superintendente do órgão no Piauí, Djalma Policarpo. O encontro teve como objetivo debater alternativas para abastecer a população de 42 municípios que estão em situação de emergência por conta da estiagem. 

Uma das possibilidades é a perfuração de poços, que será realizada pelo Dnocs. "O Ministério da Integração tem uma ata de registro de preço já contratada, por meio da qual serão disponibilizadas 30 perfuratrizes para o Dnocs. Desse número, algumas estão destinadas para o Piauí. Um desses equipamentos permite perfurar até mil metros, uma vez que esse estado possui um subsolo muito rico em água", destacou Ângelo Guerra.

Segundo o governador, o Dnocs já está trabalhando alternativas para a recuperação das barragens. "Estamos monitorando todas as barragens do departamento e agindo fortemente para amenizar o esfeito da estiagem. Já perfuramos poços em Marcolândia, Simões e Francisco Macêdo. Agora estamos atuando em São Raimundo Nonato e São Francisco. A previsão agora é para Pio IX e São Julião", acrescentou Wellington.

Perímetros irrigados

Também foi pauta da reunião, o Perímetro Irrigado Lagoas do Piauí, localizado no município de Luzilândia. "Temos água em abundância nessa região e vamos licitar lotes empresariais de mais de cem hectares para podermos colocar em operação e fazer esse casamento do empresário com os irrigantes. Com isso, teremos a melhoria da produção de renda e emprego nos perímetros. Já melhoramos, por exemplo, em Guadalupe, e estamos com uma produção muito boa no de Parnaíba", atentou o superintendente Djalma Policarpo.

Para Wellington, o governo tem dado uma resposta positiva tanto na área dos perímetros irrigados, como na de recursos hídricos. As ações visam fixar o trabalhador no campo e mantê-lo produzindo. A finalidade é proporcionar segurança para a população, sobretudo, àquela que vive da agricultura de subsistência e da economia familiar. 

Nova Algodões

Os gestores ainda discutiram sobre a Barragem de Nova Algodões. "Estamos entrando em um acordo para que o Dnocs possa ser priorizado. O órgão já providenciou a sua parte, nós já fizemos os encaminhamentos e vamos trabalhar para assegurar as condições de andamento e conclusão dessa obra, que beneficia o município de Cocal e também o de Buriti dos Lopes", finalizou o governador.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247