Governo busca crédito de R$ 300 milhões e novas PPPs

Em Brasília, o governador Wellington Dias se reuniu em audiência, com o vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Sousa; o chefe do executivo estadual concluiu mais uma importante agenda na qual foi firmada resolução relacionada ao contrato de crédito de R$ 300 milhões já pactuados com a Caixa; a redução nas taxas de juros cobrados pela Caixa solicitada pelo Governo do Piauí em alusão ao limite estabelecido recentemente pelo Tesouro Nacional não foi aprovada pelo banco público

Em Brasília, o governador Wellington Dias se reuniu em audiência, com o vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Sousa; o chefe do executivo estadual concluiu mais uma importante agenda na qual foi firmada resolução relacionada ao contrato de crédito de R$ 300 milhões já pactuados com a Caixa; a redução nas taxas de juros cobrados pela Caixa solicitada pelo Governo do Piauí em alusão ao limite estabelecido recentemente pelo Tesouro Nacional não foi aprovada pelo banco público
Em Brasília, o governador Wellington Dias se reuniu em audiência, com o vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Sousa; o chefe do executivo estadual concluiu mais uma importante agenda na qual foi firmada resolução relacionada ao contrato de crédito de R$ 300 milhões já pactuados com a Caixa; a redução nas taxas de juros cobrados pela Caixa solicitada pelo Governo do Piauí em alusão ao limite estabelecido recentemente pelo Tesouro Nacional não foi aprovada pelo banco público (Foto: Leonardo Lucena)

Por Valmir Macedo

Em Brasília, o governador Wellington Dias se reuniu em audiência, nesta quarta-feira (27), com o vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Sousa. Na ocasião, o chefe do executivo estadual concluiu mais uma importante agenda na qual foi firmada resolução relacionada ao contrato de crédito de R$ 300 milhões já pactuados com a Caixa.

A redução nas taxas de juros cobrados pela Caixa solicitada pelo Governo do Piauí em alusão ao limite estabelecido recentemente pelo Tesouro Nacional não foi aprovada pelo banco público. “Em entendimento com o Tesouro Nacional, a solução foi respeitar o princípio da anterioridade e manter as norma já estabelecidas. Com isso, o projeto será apreciado pelo conselho da Caixa para, em condições, chegar ao ponto de liberação”, informou Dias.

A audiência também tratou de parcerias na área vinculada ao apoio e financiamento via parceria público-privada (PPP). “O objetivo é que possamos realizar na área da construção civil do estado do Piauí uma agenda que possa preparar melhor os nossos empreendedores da área da construção civil e de outros setores tendo a Caixa Econômica como parceiro e com isso garantir as condições de crédito e financiamento com o setor privado no Piauí”, adiantou o governador.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247