Governo de SP vai punir quem gastar mais água

Sobretaxa pode ser de até 30% do valor da conta e deve ser implantada até junho; lógica é inversa à do programa de bonificação criado pela Sabesp, que dá um desconto de 30% para quem economizar 20% de água; medida será tomada diante da crise do abastecimento no sistema Cantareira

Sobretaxa pode ser de até 30% do valor da conta e deve ser implantada até junho; lógica é inversa à do programa de bonificação criado pela Sabesp, que dá um desconto de 30% para quem economizar 20% de água; medida será tomada diante da crise do abastecimento no sistema Cantareira
Sobretaxa pode ser de até 30% do valor da conta e deve ser implantada até junho; lógica é inversa à do programa de bonificação criado pela Sabesp, que dá um desconto de 30% para quem economizar 20% de água; medida será tomada diante da crise do abastecimento no sistema Cantareira (Foto: Valter Lima)

247 - Diante da crise de abastecimento, o secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Mauro Arce, afirmou que o governo estuda uma forma de punir quem aumenta o consumo de água. De acordo com ele, a sobretaxa pode ser de até 30% do valor da conta e deve ser implantada até junho. O anúncio seria feito com um mês de antecedência para adaptação.

A lógica é inversa à do programa de bonificação criado pela Sabesp, que dá um desconto de 30% para quem economizar 20% de água. "O ônus será igual ao bônus em termos de percentual", disse. Segundo ele, casos específicos não serão sobretaxados.

Em nota, a Sabesp informou que, após a implantação do bônus, 24% dos consumidores não economizaram água e, portanto, estariam sujeitos a uma correção no valor da conta mensal. Os detalhes do estudo não foram revelados pelo secretário Arce nem pela Sabesp.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247