Governo diz que estado terá Carnaval seguro

Após uma madrugada de terror na Zona Oeste do Recife, com um assalto a uma transportadora de valores, carros incendiados e troca de tiros, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, disse que "a população pode ter certeza que poderão brincar o Carnaval com tranquilidade e que terão seu direito de ir e vir garantido durante as festas no Estado"; cerca de 30 bandidos assaltaram a transportadora de valores Brink's; fala-se em cerca de R$ 60 milhões levados pelos criminosos; polícia encontrou armas que derrubam até avião (AK 47 e pistola .50); a Polícia Civil acredita que a quadrilha é interestadual.

paulo camara
paulo camara (Foto: Leonardo Lucena)

Pernambuco 247 - Após uma madrugada de terror na Zona Oeste do Recife, nessa terça-feira (21), com um assalto a uma transportadora de valores, carros incendiados e troca de tiros, no bairro da Estância, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, tentou passar tranquilidade à população, ao dizer que o Carnaval será seguro. "Vamos ter mais efetivos nas ruas. A população pode ter certeza que poderão brincar o Carnaval com tranquilidade e que terão seu direito de ir e vir garantido durante as festas no Estado", disse Câmara, nessa terça, em coletiva de imprensa Cerca de 30 bandidos assaltaram a transportadora de valores Brink's. Fala-se em cerca de R$ 60 milhões levados pelos criminoso, que explodiram o muro de uma loja de conveniência de um posto de gasolina para entrar na empresa. Pelo que foi encontrado, a Polícia Civil acredita que a quadrilha é interestadual.

Para dificultar a ação policial, eles queimaram cinco veículos, entre eles um caminhão, fizeram cinco pontos de bloqueio e passaram por uma blitz Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), dando início à troca de tiros com policiais. Por conta do confronto, os bandidos não conseguiram roubar o segundo cofre, o principal objetivos deles. "Com a chegada da polícia, eles não conseguiram concluir a ação e fugiram, deixando carros e munições para trás", disse o comandante da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Vanildo Maranhão.

Em um carro deixado nas imediações da Avenida Recife foram encontrados, de acordo com a polícia, uma metralhadora AK 47 e uma pistola .50, armas que derrubam até avião. Dentro da empresa havia um cilindro de gás utilizado na explosão do cofre. Por conta do risco de explosão, o Corpo de Bombeiros retirou o objeto para uma área externa e, segundo a polícia, foi desativado.

A polícia encontrou explosivos, detonadores, carregadores, armas de vários calibres, e identificou uma casa de apoio utilizada pelo grupo. A perícia dos objetos encontrados pode levar à identificação dos autores do crime, de acordo com a polícia.

"Nós já sabemos a base onde eles ficaram, onde muitos materiais foram apreendidos. A partir deste levantamento e da investigação, a Polícia Civil espera identificar e prender todos os envolvidos", disse, nessa terça (21), o delegado Joselito Amaral, chefe da Polícia Civil, durante entrevista coletiva. "A quadrilha é interestadual", complementou.

Segundo o comandante da PM-PE, coronel Vanildo Maranhão, "as munições para fuzil podem atingir uma distância de até três quilômetros a partir do local de disparo". Também foram recolhidas coletes à prova de balas, máscaras de oxigênio, e roupas parecidas com o fardamento utilizado pela Polícia Federal.

Três policias ficaram feridos. Jarbas Arruda Cordeiro (Cioe), de 46 anos, e José Wellington da Saúde (BPTran), 31, foram encaminhados para o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, no Recife, e passam bem. O terceiro policial baleado ainda não foi identificado.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247