Governo do Rio cancela evento-teste no Maracanã

Novo teste, agora com 50% da capacidade do estádio, seria realizado este mês, antes da Copa das Confederações; com o cancelamento, cujo motivo não foi esclarecido, o Maracanã terá apenas um jogo antes da competição em junho; o local foi reaberto no final de abril, com utilização de apenas 30% da capacidade e somente para convidados

Governo do Rio cancela evento-teste no Maracanã
Governo do Rio cancela evento-teste no Maracanã (Foto: Tania Rego )

RIO DE JANEIRO, 7 Mai (Reuters) - Um evento-teste que seria realizado no Maracanã este mês, antes da Copa das Confederações, foi cancelado pelo governo do Rio de Janeiro, e agora o estádio terá apenas um jogo antes da competição em junho.

O Maracanã foi reaberto no final de abril, com utilização de apenas 30 por cento da capacidade e somente para convidados, após passar por uma reforma de mais de 900 milhões de reais que modificou completamente o estádio que será o palco da final da Copa do Mundo de 2014.

Um segundo evento-teste estava previsto para 15 de maio, com 50 por cento da capacidade do estádio, mas o governo estadual decidiu cancelar a realização, informou nesta terça-feira a asessoria do Palácio Guanabara. Não foi informado o motivo do cancelamento.

O único evento-teste completo do Maracanã, com a chancela do Comitê Organizador Local (COL) da Copa, será o amistoso Brasil x Inglaterra, no dia 2 junho, com a utilização da capacidade total de quase 79 mil torcedores.

O estádio foi citado diversas vezes pela Fifa como principal preocupação nos preparativos para a Copa das Confederações devido aos atrasos nas obras, e os operários ainda correm contra o tempo para terminá-lo a tempo. O prazo atual é 27 de maio.

O Maracanã ainda não estava pronto quando foi reaberto no dia 27 de abril, no jogo entre os times dos amigos dos ex-jogadores Ronaldo e Bebeto, com a presença da presidente Dilma Rousseff.

Parte do lado de fora ainda era um verdadeiro canteiro de obras, com dezenas de máquinas e áreas em construção. Mesmo no interior, um local da arquibancada estava sem cadeiras e não houve o uso de bilheterias para os ingressos, que foram destinados apenas a operários da obra e seus familiares, além de convidados do governo. Somente dois portões de entrada foram utilizados.

No último fim de semana, o estouro de uma tubulação de água em frente ao estádio alagou o local e impediu a circulação de carros. Foi aberta uma cratera por operários para corrigir o problema que, segundo a concessionária Cedae, não teve qualquer relação com as obras.

O Maracanã, que originalmente era para ter sido entregue em dezembro de 2012, receberá três partidas da Copa das Confederações, a mais importante delas a final, no dia 30 de junho.

(Por Pedro Fonseca)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247