Governo e ministério lançam parques aquícolas

Ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, e o governador interino Sandoval Cardoso (SD), autorizam o início da produção da aquicultura nos municípios de São Salvador e Peixe, região Sul do estado. Tocantins tem atualmente cerca de mil piscicultores e aproximadamente 3,3 mil hectares de viveiros e açudes/barragens; a produção de alevinos cresceu 419% nos últimos dez anos, passando de 2.890 toneladas, em 2004, para 15 mil toneladas neste ano, e a perspectiva de crescimento para o próximo ano é de 66% com relação a 2014

Ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, e o governador interino Sandoval Cardoso (SD), autorizam o início da produção da aquicultura nos municípios de São Salvador e Peixe, região Sul do estado. Tocantins tem atualmente cerca de mil piscicultores e aproximadamente 3,3 mil hectares de viveiros e açudes/barragens; a produção de alevinos cresceu 419% nos últimos dez anos, passando de 2.890 toneladas, em 2004, para 15 mil toneladas neste ano, e a perspectiva de crescimento para o próximo ano é de 66% com relação a 2014
Ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, e o governador interino Sandoval Cardoso (SD), autorizam o início da produção da aquicultura nos municípios de São Salvador e Peixe, região Sul do estado. Tocantins tem atualmente cerca de mil piscicultores e aproximadamente 3,3 mil hectares de viveiros e açudes/barragens; a produção de alevinos cresceu 419% nos últimos dez anos, passando de 2.890 toneladas, em 2004, para 15 mil toneladas neste ano, e a perspectiva de crescimento para o próximo ano é de 66% com relação a 2014 (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - Responsável pela geração de 3,3 mil empregos diretos e 6,6 mil indiretos, segundo dados de 2012 da Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado (Seagro), a piscicultura no Tocantins ganhará novo reforço com o lançamento dos Parques Aquícolas de Peixe e São Salvador. Os eventos serão realizados na próxima segunda-feira, 14, pelo governo do Estado e pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), às 10h40, na praia de São Salvador, a 420 km de Palmas; e às 14h15, na Câmara de Vereadores de Peixe, a 302 km da Capital.

Devem participar da solenidade o ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, o diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Richard Torsiano, o governador interino do Tocantins, Sandoval Cardoso (SD), além de deputados estaduais e federais e secretários.

O secretário de Agricultura do Estado, Júnior Marzola, explica que o objetivo do projeto é explorar o potencial produtivo da região, fornecendo matéria prima para os quatro frigoríficos de alevinos já instalados no Estado. “Hoje, apesar de todo o potencial do Tocantins, estas indústrias ainda têm que importar peixe de outros Estados e, com a instalação de parques aquícolas, vamos reforçar toda a cadeia produtiva, ampliando nosso potencial”, afirmou, acrescentando que, no ano passado, já foi lançado o Parque Aquícola do Lago de Palmas, que abrange sete municípios do entorno da Capital.

Mais da metade da produção do Estado é originária da região sudeste do Tocantins, de acordo com o secretário executivo da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua. “É uma atividade em franca expansão, que já está difundida em pelo menos 70% dos 139 municípios do Tocantins”, disse. O Estado conta, atualmente, com cerca de mil piscicultores e aproximadamente 3,3 mil hectares de viveiros e açudes/barragens. Conforme Marzola, ao todo, no Tocantins, serão instalados oito parques aquícolas.
 
A produção de alevinos cresceu 419% nos últimos dez anos, passando de 2.890 toneladas, em 2004, para 15 mil toneladas neste ano. A perspectiva de crescimento para o próximo ano é de 66% com relação a 2014, com a exploração dos parques aquícolas e outras atividades de reforço ao setor que já vêm sendo desenvolvidas pelo Estado e entidades parceiras, com produção estimada em 25 mil toneladas para 2015. Os dados são da Seagro, do Ruraltins, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
Parque Aquícola
Segundo o MPA, parque aquícola é um espaço físico contínuo em meio aquático, delimitado, que compreende um conjunto de áreas aquícolas afins, em cujos espaços físicos intermediários podem ser desenvolvidas outras atividades compatíveis com a prática da aquicultura.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247