Governo José Sartori não garante repasse integral aos demais poderes

Pela primeira vez desde que assumiu o Palácio Piratini, o governo de José Ivo Sartori não garante o repasse integral de verbas aos demais poderes (o chamado duodécimo) no final deste ano; de acordo com o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, não se pode que o estado terá "dinheiro para que os outros poderes possam cumprir o pagamento das suas folhas de 13º"; "A continuar a situação como está, dificilmente teríamos condições de repassar o dinheiro no montante necessário para que eles possam pagar a folha de pagamento (de dezembro) e, também, o 13º", afirmou

PORTO ALEGRE,RS, 15/05/2015: O Secretário da Fazenda, Giovani Feltes, 
PORTO ALEGRE,RS, 15/05/2015: O Secretário da Fazenda, Giovani Feltes,  (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - Pela primeira vez desde que assumiu o Palácio Piratini, o governo de José Ivo Sartori não garante o repasse integral de verbas aos demais poderes (o chamado duodécimo) no final deste ano. De acordo com o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, não se pode que o estado terá "dinheiro para que os outros poderes possam cumprir o pagamento das suas folhas de 13º".

"A continuar a situação como está, dificilmente teríamos condições de repassar o dinheiro no montante necessário para que eles possam pagar a folha de pagamento (de dezembro) e, também, o 13º", afirmou ao programa Gaúcha Atualidade.

O governo estadual pagará o 13º salário dos servidores públicos do Executivo sob a forma de um empréstimo do Banrisul feito em nome do funcionário. Sartori tenta convencer os chefes do Ministério Público, do Judiciário, do Legislativo, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública a adotarem a mesma alternativa.

O secretário da Fazenda também não garantiu o pagamento integral dos salários, que deve cair na conta dos servidores na quinta-feira, mas disse acreditar ser possível cumprir com o compromisso. "Fica difícil fazer qualquer previsão. Estamos contando os centavos", disse Felters.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247