Governo leva água potável a 328 assentamentos rurais

No lançamento do Plano Safra 2015/2016, a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) assinaram termo de compromisso, e entre as principais propostas está a promessa de levar água potável para 328 assentamentos rurais; "O termo de compromisso nos permite avançar em três direções no fortalecimento dos Assentamentos de Reforma Agrária, a começar pelo avanço da universalização do abastecimento da água no meio rural, que é nosso papel", disse Cássio Peixoto, secretário de Infraestrutura Hídrica

No lançamento do Plano Safra 2015/2016, a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) assinaram termo de compromisso, e entre as principais propostas está a promessa de levar água potável para 328 assentamentos rurais; "O termo de compromisso nos permite avançar em três direções no fortalecimento dos Assentamentos de Reforma Agrária, a começar pelo avanço da universalização do abastecimento da água no meio rural, que é nosso papel", disse Cássio Peixoto, secretário de Infraestrutura Hídrica
No lançamento do Plano Safra 2015/2016, a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) assinaram termo de compromisso, e entre as principais propostas está a promessa de levar água potável para 328 assentamentos rurais; "O termo de compromisso nos permite avançar em três direções no fortalecimento dos Assentamentos de Reforma Agrária, a começar pelo avanço da universalização do abastecimento da água no meio rural, que é nosso papel", disse Cássio Peixoto, secretário de Infraestrutura Hídrica (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - No lançamento do Plano Safra 2015/2016, na quinta-feira (13), ocasião em que foi anunciado um montante de R$ 2,7 bilhões que será repassado a trabalhadores da agricultura familiar na Bahia nos próximos 12 meses, as secretarias de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), em conjunto com a de Desenvolvimento Rural; e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); assinaram termo de compromisso, e entre as principais propostas está a promessa de levar água potável para 328 assentamentos rurais.

Na presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, e do governador da Bahia, Rui Costa, os secretários de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto e de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, e o vice-presidente do Incra, Leonardo Góes, firmaram acordo em prol do desenvolvimento de ações conjuntas relativas à implantação de infraestrutura hídrica e saneamento; implantação de infraestrutura viária para assegurar a distribuição dos produtos agrícolas e agroindústrias comunitárias em projetos de Assentamento de Reforma Agrária no Estado da Bahia, no período de agosto de 2015 a 31 de dezembro de 2017.

"O termo de compromisso nos permite avançar em três direções no fortalecimento dos Assentamentos de Reforma Agrária, a começar pelo avanço da universalização do abastecimento da água no meio rural, que é nosso papel", disse Cássio Peixoto (de gravata amarela).

Segundo ele, a pauta dos movimentos sociais indica a necessidade de implantação de sistemas de abastecimento d'água em 170 assentamentos do MST, 39 assentamentos do MLT, 90 assentamentos da FETAG e 29 assentamentos da FETRAF, totalizando 328 assentamentos. São estimados recursos da ordem de R$ 32 milhões.

Está prevista ainda a implantação de 160 unidades agroindustriais em comunidades rurais que demandam processamento de produtos agrícolas, cujo investimento estimado gira em torno de R$ 20 milhões. Também é importante destacar que a implantação de estradas vicinais para melhorar a infraestrutura viária em municípios aonde se localizam os Projetos de Assentamento de Reforma Agrária, facilitará a comercialização da produção agrícola. A implantação dessas estradas vicinais está orçada em R$ 12 milhões.

"Sem dúvida, o cumprimento dessas três demandas dos movimentos contribuirá para o avanço na organização social e econômica e na diversificação produtiva da agricultura familiar geradora de alimentos, renda e energia, que melhor poderão se beneficiar do crédito rural do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), dentro das suas várias modalidades de financiamento, como instrumento de política pública propulsora do desenvolvimento rural sustentável", disse Peixoto.

O governador Rui Costa relembrou o compromisso assumido por ele em campanha de levar água potável para todos os assentamentos do estado ao longo dos quatro anos. "Apoiar projetos que impactam no desenvolvimento da agricultura, aportando ciência, tecnologia e infraestrutura hídrica nos assentamentos está entre as prioridades da minha gestão".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email