Governo libera importação de feijão como medida de combate à inflação

Presidente interino Michel Temer anunciou a liberação da importação do feijão num esforço para diminuir o preço do alimento, cuja alta recente vem impactando a inflação; por meio de nota, o governo anunciou que a liberação contemplará a importação do feijão da Argentina, Paraguai e Bolívia

Presidente interino Michel Temer anunciou a liberação da importação do feijão num esforço para diminuir o preço do alimento, cuja alta recente vem impactando a inflação; por meio de nota, o governo anunciou que a liberação contemplará a importação do feijão da Argentina, Paraguai e Bolívia
Presidente interino Michel Temer anunciou a liberação da importação do feijão num esforço para diminuir o preço do alimento, cuja alta recente vem impactando a inflação; por meio de nota, o governo anunciou que a liberação contemplará a importação do feijão da Argentina, Paraguai e Bolívia (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O presidente interino Michel Temer anunciou nesta quarta-feira a liberação da importação do feijão num esforço para diminuir o preço do alimento, cuja alta recente vem impactando a inflação.

Em nota no site do Planalto, o governo anunciou que a liberação contemplará a importação do feijão da Argentina, Paraguai e Bolívia. Também está sendo estudada a importação do produto do México, após assinatura de acordo sanitário, e da China.

Segundo o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, "o preço do principal produto na mesa dos brasileiros subiu em função de questões climáticas, que ocasionou a perda de praticamente todas a safra no Centro-Oeste".

"Isso ocasionou uma queda na oferta e um aumento na demanda, fazendo com que os preços subissem", afirmou o ministro no comunicado.

(Por Marcela Ayres)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247