Governo prepara plano para energia solar

O sol o ano inteiro também traz perspectivas de desenvolvimento econômico e o Norte de Minas segue esse caminho a partir da produção de energia solar; para tanto, o governo de Minas Gerais está concluindo o planejamento para instalação de usinas solares; aos poucos os gargalos estão sendo superados, caso das linhas de transmissão e das fontes de financiamento; expectativa é de que nos próximos cinco anos sejam investidos R$ 19 bilhões na região; empresas estrangeiras já anunciaram interesse

O sol o ano inteiro também traz perspectivas de desenvolvimento econômico e o Norte de Minas segue esse caminho a partir da produção de energia solar; para tanto, o governo de Minas Gerais está concluindo o planejamento para instalação de usinas solares; aos poucos os gargalos estão sendo superados, caso das linhas de transmissão e das fontes de financiamento; expectativa é de que nos próximos cinco anos sejam investidos R$ 19 bilhões na região; empresas estrangeiras já anunciaram interesse
O sol o ano inteiro também traz perspectivas de desenvolvimento econômico e o Norte de Minas segue esse caminho a partir da produção de energia solar; para tanto, o governo de Minas Gerais está concluindo o planejamento para instalação de usinas solares; aos poucos os gargalos estão sendo superados, caso das linhas de transmissão e das fontes de financiamento; expectativa é de que nos próximos cinco anos sejam investidos R$ 19 bilhões na região; empresas estrangeiras já anunciaram interesse (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – Uma das maiores alternativas econômicas para o presente e para o futuro, a produção de energia solar já está em fase de planejamento por parte do governo de Minas Gerais. Para tanto, o Norte do estado surge como local ideal porque faz sol praticamente durante todo o ano e pode se transformar em um dos maiores geradores do Brasil.

O entrave que existia, as linhas de transmissão que garantem a distribuição, está praticamente solucionado. É que a Cemig já está preparando o planejamento. 120 pontos foram mapeados para serem instaladas as usinas solares com capacidade de produção de 30 MW.

Solucionado esse gargalo, que é a garantia da Cemig em apresentar o planejamento, a expectativa é que a região receba investimentos privados da ordem de R$ 18 bilhões nos próximos cinco anos. A em presa espanhola TW solar - entre outras, como é o caso da portuguesa Martifer - já surge como primeira interessada em construir três usinas com capacidade de produção de 90 MW, o que vai implicar em investimento de R$ 1,5 bilhão.

Outra questão que está sendo avaliada e resolvida é a fonte de financiamento para atrair investidores. Tudo indica que o Banco do Nordeste e o BDMG vão criar uma linha compartilhada para atender os empresários.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email