Governo priorizou Saúde, Segurança e Educação no 1º bimestre

Relatório Resumido da Execução Orçamentária do primeiro bimestre, publicado pelo governo, mostra que a Saúde teve R$ 247,2 milhões em despesas liquidadas; maioria com assistência hospitalar e ambulatorial; Segurança Pública teve despesas de R$ 152,6 milhões e a Educação recebeu R$ 144,3 milhões; despesas com pessoal, principal gargalo da administração, ficou em R$ 760 milhões; valor inclui a folha de dezembro de 2014, que o ex-governador Sandoval Cardoso (SD) saiu sem pagar

Relatório Resumido da Execução Orçamentária do primeiro bimestre, publicado pelo governo, mostra que a Saúde teve R$ 247,2 milhões em despesas liquidadas; maioria com assistência hospitalar e ambulatorial; Segurança Pública teve despesas de R$ 152,6 milhões e a Educação recebeu R$ 144,3 milhões; despesas com pessoal, principal gargalo da administração, ficou em R$ 760 milhões; valor inclui a folha de dezembro de 2014, que o ex-governador Sandoval Cardoso (SD) saiu sem pagar
Relatório Resumido da Execução Orçamentária do primeiro bimestre, publicado pelo governo, mostra que a Saúde teve R$ 247,2 milhões em despesas liquidadas; maioria com assistência hospitalar e ambulatorial; Segurança Pública teve despesas de R$ 152,6 milhões e a Educação recebeu R$ 144,3 milhões; despesas com pessoal, principal gargalo da administração, ficou em R$ 760 milhões; valor inclui a folha de dezembro de 2014, que o ex-governador Sandoval Cardoso (SD) saiu sem pagar (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O Relatório Resumido da Execução Orçamentária do primeiro bimestre, publicado pelo governo no Diário Oficial do Estado do dia 1º mostra foram gastos R$ 1,1 bilhão do orçamento total de R$ 9,7 bilhões e a receita foi de R$ 1,3 bilhão no período, maioria de transferências correntes. O valor de investimentos foi de de R$ 17,1 milhões.

A área da Saúde foi a que recebeu mais atenção do governo, com R$ 247,2 milhões em despesas liquidadas. A maioria do gasto foi nas áreas de assistência hospitalar e ambulatorial. Em seguida a Segurança Pública teve despesas de R$ 152,6 milhões e em terceiro lugar a Educação que recebeu R$ 144,3 milhões.

O relatório da execução do Orçamento do governo mostra ainda que os gastos com pessoal, um dos principais gargalos da administração estadual, foram de R$ 760 milhões. Nesse montante inclui a folha do mês de dezembro que não foi paga pelo ex-governador Sandoval Cardoso (SD). 

Clique aqui e leia o Relatório Resumido da Execução Orçamentária do primeiro bimestre.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247