Governo quita salário de 79% dos servidores

Com o depósito de mais R$ 600,00 por matrícula na sexta-feira, o governo do Estado quitou os salários de 79% dos servidores do Poder Executivo; para efetuar o pagamento, a Fazenda valeu-se do ingresso de R$ 50,4 milhões de ICMS da Substituição Tributária; serão necessários ainda R$ 194,5 milhões para quitar a folha do mês passado

06/08/2015 - PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - Entrevista coletiva do governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini. Foto: Guilherme Santos/Sul21
06/08/2015 - PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - Entrevista coletiva do governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini. Foto: Guilherme Santos/Sul21 (Foto: José Barbacena)

Sul 21 - Com o depósito de mais R$ 600,00 por matrícula, o governo do Estado quita os salários de 79% dos servidores do Poder Executivo. O crédito foi autorizado pela Secretaria da Fazenda, na tarde de sexta-feira (8), e o dinheiro estará disponível durante a noite. Com o repasse da quarta faixa da folha do mês de junho, estão contemplados funcionários com rendimento líquido de até R$ 4.050,00 por vínculo, o que atende a 91% dos professores, representando a categoria mais expressiva do serviço público.

Para efetuar o pagamento, a Fazenda valeu-se do ingresso de R$ 50,4 milhões de ICMS da Substituição Tributária. Ainda segue a previsão de completar a folha de junho até a próxima terça-feira (12), contando com o ingresso do imposto sobre energia elétrica, combustíveis e telecomunicações, do imposto do setor do comércio e a primeira etapa dos repasses federais.

Serão necessários ainda R$ 194,5 milhões para quitar a folha do mês passado. Na parte da manhã, os servidores já haviam recebido uma parcela líquida de até R$ 400,00. Na virada do mês, o governo tinha efetuado o repasse de até R$ 3.000,00 por matrícula.

Os empregados das fundações regidos pela CLT receberam de maneira integral seus vencimentos na última segunda-feira (4). A folha completa do Poder Executivo fechou o mês em R$ 1,476 bilhão. O valor líquido dos salários chegou a R$ 1,252 bilhão para os servidores da administração direta (R$ 991 milhões), fundações e autarquias. O restante são compromissos do Tesouro com as consignações e os tributos sobre a folha.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247